Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Violência

Desentendimento entre vizinhos termina em morte em Sapucaia do Sul

Fato ocorreu por volta do meio-dia de domingo (10). Vilmar Campos Rolim, 72, morreu no local
Reprodução
Vilmar Campos Rolim, 72, morreu no local
Um desentendimento entre vizinhos terminou em morte por volta do meio-dia de domingo (10), no bairro Camboim, em Sapucaia do Sul. Inconformado com o furto de objetos na casa da mãe durante a madrugada um jovem de 25 anos foi até a residência onde, segundo ele, moravam os autores do assalto, dois irmãos de 27 e 28 anos. O local fica a cerca de 100 metros da casa assaltada, na Rua José Loureiro da Silva.
Os irmãos teriam negado participação no assalto. Houve um desentendimento e os três começaram a se agredir. Eles teriam sido apartados por parentes, entre ele o pai dos dois acusados do furto, Vilmar Campos Rolim, 72 anos. 
O jovem de 25 anos então teria deixado o local, no momento em que um dos irmãos, de 28 anos, teria ido novamente para rua, a fim de intimidar o vizinho. O filho da vítima do furto, teria embarcado no automóvel dele e partido em direção aos irmãos. Neste momento, segundo a ocorrência policial, o motorista teria perdido o controle do veículo colidindo contra Rolim e depois contra um poste. O idoso morreu no local. Ao constarem a morte do pai os irmãos partiram para cima do condutor do veículo com uma faca, golpeando o jovem na cabeça.  Na confusão, o padrasto do jovem teria agredido o mais velho dos irmãos com uma facada nas costas.
Os feridos foram conduzidos ao Hospital Getúlio Vargas, onde receberam atendimento médico e em seguida foram liberados. Ainda na tarde de domingo (10) os envolvidos prestaram depoimento aos policiais da 2a Delegacia de Polícia (2a DP) da cidade, que investiga o caso. Ninguém foi preso. O veículo e a faca foram apreendidos. Por haver divergência nas falas dos participantes da ocorrência, a Polícia Civil aguarda os depoimentos de testemunhas, que deverão ser colhidos no decorrer desta semana. Nos próximos dias o inquérito deverá ser concluído e encaminhado à Justiça. Somente após o parecer da Justiça será decidido se os indiciados responderão pelo crime na prisão.  

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS