Compartilhar...

VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Niyama
Niyama

Realinhe-se através do olfato

Óleos essenciais são muito utilizados pelo ayurveda, ciência milenar indiana, para a cura e o bem-estar
Você já teve aquela sensação de sentir um cheiro agradável e ficar quase que automaticamente mais calmo ou de bem com a vida? 
O olfato é um sentido altamente poderoso: as células olfativas mandam impulsos direto para o sistema nervoso e, através dele, são interpretadas e provocam algum tipo de sentimento. É justamente o olfato um dos aliados mais poderosos do ayurveda (ciência milenar indiana que examina a constituição física, natureza emocional e estado de espírito das pessoas). O ayurveda utiliza há séculos os óleos essenciais em massagens e tratamentos, buscando a cura e o bem-estar. Por aqui, no ocidente, há também a aromaterapia, bastante procurada para tratar doenças físicas e psicológicas. 
Óleos essenciais
Ao longo da vida, desenvolvemos uma memória olfativa, associando cheiros a lembranças ou sensações. E embora seja diferente para cada um - se eu sentir um cheiro de lavanda ele talvez signifique algo diferente para mim do que para você, pelas experiências anteriores diferentes que tivemos - há uma série de indicações de qual tipo de óleo essencial ou de cheiros buscar para dar aquela realinhada no corpo e no espírito.
Os óleos essenciais devem ser completamente naturais, extraídos de raízes, folhas, plantas, ervas, flores, madeiras e resinas. Abaixo, você vê algumas características e alguns óleos e cheiros que podem ser utilizados para cada uma delas:
Por sensação:
- Tensão: um aroma floral costuma funcionar bem para ajudar a manter a mente clara e relaxar. Ex: óleo de lavanda
- Abafamento, dificuldade para respirar:  aromas fortes como o de cânfora ou similares ajudam a melhorar a respiração. Ex: óleo de eucalipto
- Cansaço: aromas frescos e cítricos ajudam a energizar e revigorar a mente e os sentidos. Ex: óleo de laranja
- Distração: aromas "quentes", do tipo cânfora, ajudam a trazer clareza e foco para a mente. Ex: óleo de alecrim
- Estresse: aromas doces e frutosos ajudam a acalmar. Ex: óleo de bergamota
- Indisposição: aromas frescos e mentolados ajudam a refrescar e estimular uma melhor respiração, além de ajudar com a garganta. Ex: óleo de hortelã-pimenta
Óleo essencial
Por biotipo: 
(Saiba mais sobre os doshas, biotipos segundo o Ayurveda, clicando aqui e aqui
Vata: normalmente, esse biotipo responde bem a essências cítricas, doces, quentes e resinosas, como patchouli, lavanda, bergamota, ylang-ylang, cravo, erva doce, capim limão, cedro, laranja e jasmim e néroli.
Pitta: responde bem a óleos frescos, doces, herbáceos e florais, como sândalo, camomila, rosa, vetiver, gerânio, sálvia esclaréia, hortelã-pimenta, mirra, olíbano, petigrain, manjerona e lótus.
Kapha: respone bem a essências quentes, estimulantes e depurativas, como canela, gengibre, gerânio, cânfora, eucalipto, tomilho, mostarda e manjericão.
No caso dos óleos essenciais, há várias maneiras de utilizá-los: misturar algumas gotas com algum outro óleo, como o de amêndoas, e colocar um pouco entre o nariz e a boca para inalar durante alguns minutos; acrescentar gotas a uma tigela de água quente e cobrir a cabeça com uma toalha para inalar; colocar em um difusor; colocar um pouco nas têmporas e nos pulsos; misturar na água do banho; misturar com água e usar um spray... Depende do óleo. Agora, os incensos e sabonetes cheirosos também são uma ótima alternativa. 
Namaste! _/\_
Fontes: Yoga Journal e Sala de Ayurveda

Niyama

por Raquel Reckziegel
raquel.reckziegel@gruposinos.com.br

Mente. Energia vital. Autoconhecimento. Respeito ao corpo, aos próprios limites e ao mundo em que vivemos. A prática do yoga vai muito (mas muito mesmo!) além de meia dúzia de posturas de alongamento. O blog Niyama* surgiu justamente para apresentar um pouco desta fascinante filosofia de vida que se concentra não somente no corpo, mas em aquietar as flutuações da mente, curtir o presente e descobrir uma forma diferente de encarar a vida. Raquel Reckziegel é jornalista, trabalha na redação online dos sites do Grupo Sinos e pratica yoga há quase dois anos. (*Niyama é uma espécie de "código de conduta" que permite ao praticante olhar para dentro de si seguindo cinco conceitos: pureza, ou saucha; contentamento, ou santosha; austeridade, ou tapas; auto-estudo, ou svadhyaya; e devoção (ishvara-pranidhana).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS