Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Entretenimento

Palco Aberto celebra quatro anos de ocupação cultural em São Leopoldo

Apresentações ocorrem a partir das 16 horas deste domingo (18) na Praça Amadeo Rossi
Divulgação
Apresentações ocorrem a partir das 16 horas deste domingo (18) na Praça Amadeo Rossi
Neste domingo (18) a partir das 16 horas, a Praça Amadeo Rossi volta a respirar a arte, na celebração dos quatro anos de ocupação cultural do espaço público e o terceiro ano do Palco Aberto, evento mensal promovido pelo grupo Corpos & Sombras. A apresentação a cargo de Cláudia Severo e Filipe Farinha quer aproximar ainda mais a arte do público e para isso traz o grupo Circo da Silva do Rio de Janeiro, os gaúchos de Porto Alegre do Re-Tri-Circo, além da trapezista Juju Coutinho.
De acordo com a organização já confirmaram presença também, o musical instrumental Combustível Free, a dança cigana da Caravana Esmeralda, o cinema com o SoloUrbanofilmes, o teatro do grupo Quixotescos, a dança contemporânea estará representada com a bailarina Paula Lau, além dos músicos Luiz Antônio, Luíza Alves, Melissa Yung, Everton Ribeiro, Marcos Verardi e Luan Intrépido (Hip Hop). Cláudia lembra que o palco estará aberto para outros artistas.
O público poderá dar sua contribuição para o evento, através do já tradicional chapéu. A proposta segundo Cláudia Severo estabelece novas formas de diálogo com a população presente nas ruas. ''Um exercício de troca, de afeto entre artistas e público. Totalmente democrático, o chapéu é um ato de preservação da arte de rua onde o público pode contribuir conforme suas possibilidades dando o seu valor a Arte e sendo os apoiadores direto do que esta a assistir'', declara.
Um trabalho de resistência em benefício aos artistas
Responsável pela organização do evento Cláudia Severo, destaca como um vitória da arte. ''São quatro anos de resistência cultural, sendo o Palco Aberto uma ação efetiva, em uma iniciativa do Corpos & Sombras, entretanto, quem abrilhanta são os artistas que vão ali compartilhar sua Arte e neste dia transformam aquele espaço publico'', declara. Ela destaca que por ser uma data especial, colocará a estrutura para números de aéreos para apresentação de trapézio.
Para a artista é também a oportunidade do público leopoldense acompanhar o trabalho feito por profissionais de outros municípios e até mesmo de outros estados. ''Tudo começou no dia 12 de dezembro de 2012, uma data que vai ficar para a nossa história, era uma quarta-feira quando ocupamos pela primeira vez aquele espaço, desde então foram centenas de apresentações'', comenta.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS