Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Mercado

Veja o futuro no Salão de Tecnologia de Las Vegas

CES 2017 traz produtos que estão chegando ao mercado, com ênfase na robótica e ambientes conectados

AFP
O Crazy Baby Mars True Audio Levitating Wireless Speaker, mostrado na CES 2017, é um sistema de caixa de som que tem uma porção que levita
Smartphones, carros, itens domésticos: o setor da eletrônica tentará seduzir os consumidores com um ambiente cada vez mais conectado e inteligente no salão anual de alta tecnologia CES, que começa nesta quinta-feira (5/1), em Las Vegas, sob uma pressão cada vez maior para transformar sonhos em realidade. O salão, organizado pela associação americana de tecnologias de amplo consumo (CTA), celebra sua quinquagésima edição de 5 a 8 de janeiro e foi antecedido de dois dias de coletivas de imprensa.

O evento contará com mais de 3.800 expositores e está prevista a assistência de pelo menos 165.000 visitantes. "As coisas que espero ver realmente em todos os lugares são a realidade virtual e aumentada, a casa e os carros inteligentes", disse Carolina Milanesi, analista da Creative Strategies. "Se algumas destas expectativas e destes sonhos, como a casa conectada e a realidade virtual ou aumentada não começarem a dar resultados, será certamente sintomático de um problema que a indústria irá enfrentar", advertiu.

Encontrar uma fonte de crescimento é urgente, pois o mercado dos smartphones está dando sinais de saturação e outros produtos parecem decepcionar as expectativas depositadas neles, como os tablets, cujo auge declinou, ou os smartwatches, que penaram para encontrar seu público.

AFP
A smart glove Rapael é um dispositivo para reabilitação de pacientes com problemas nas mãos
Stephen Baker, analista da empresa NPD Group, também previu "um monte de coisas relacionadas com a realidade virtual e aumentada, como os drones e as casas inteligentes". No entanto, admitiu que "a maior parte serão melhorias do que vimos no ano passado" - nada realmente "revolucionário".

"Não acredito que se tenha chegado a um ponto de inflexão em nenhum destes produtos, mas estamos muito perto de coisas como a casa inteligente", enquanto é possível que a realidade virtual e aumentada se tornem tecnologias de consumo mais generalizado a partir deste ano, apostou.

AFP
O PowerRay, um robô submarino que atrai peixes e leva os pescadores até cardumes, um dos produtos expostos na CES 2017 em Las Vegas
Muitos expositores do CES possivelmente vão aproveitar a oportunidade para demonstrar o potencial da realidade virtual e aumentada na indústria, no comércio e, inclusive, na medicina, embora a princípio seja associada sobretudo ao campo dos videogames, segundo Jack Gold, outro especialista do setor.

"Não se trata de saber se [a realidade virtual e aumentada] tem o potencial de mudar as coisas", mas de torná-las suficientemente acessíveis financeiramente "para que as pessoas possam realmente utilizá-las", diz.

Os avanços tecnológicos na inteligência artificial e na robótica também terão lugar de destaque no salão. Os pesos-pesados da eletrônica, como Samsung, Sony, LG Electronics, Panasonic e Huawei, entre outros, competirão, como ocorre todo ano, no tamanho e na resolução de seus aparelhos de TV, no design de seus smartphones e na inteligência de seus dispositivos domésticos.

A LG deve, entre outros dispositivos, apresentar um alto-falante que "levita" sobre seu suporte, graças a eletroímãs, e a Samsung mostrará um aspirador compatível com o assistente doméstico por comando de voz Echo, da Amazon. O CES se tornou paralelamente um evento importante para a indústria automotiva, que já não deve se limitar necessariamente a apresentar seus novos modelos em seu próprio salão, que será realizado entre 8 e 22 de janeiro, em Detroit.

Particularmente, a ênfase estará nos veículos futuristas, especialmente naqueles que dispensam o motorista - a parte do salão dedicada a tecnologias de direção autônoma, que alguns fabricantes prometem lançar em série em 2021, cresceu 75% desde que foi criada, em 2014, segundo o CTA. "Já foi dada a largada para oferecer aos consumidores veículos autônomos, elétricos e conectados. O CES será uma etapa importante nos próximos anos para ver se no setor se pode conseguir um futuro assim", destacou J.P. Gownder, analista da empresa Forrester.

  • Um dos produtos expostos na CES 2017 em Las Vegas é o Laka, um robô-brinquedo destinado a crianças com necessidades especiais
    Foto: AFP
  • Um dos produtos expostos na CES 2017 em Las Vegas é o Laka, um robô-brinquedo destinado a crianças com necessidades especiais
    Foto: AFP


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS