Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Hollywood

Com gastos de US$ 2 milhões por mês, Johnny Depp está falido, diz empresa

Astro entrou na Justiça contra a administradora de sua fortuna
Divulgação
Os gastos desmedidos de Johnny Depp o deixaram à beira da ruína, de acordo com uma demanda apresentada na terça-feira pela empresa que administra as finanças do ator. Durante quase 20 anos, o ator de 53 anos gastou a quantia de dois milhões de dólares por mês, de acordo com a empresa The Management Group (TMG), que apresentou uma ação contra Depp em Los Angeles por uma dívida que não foi paga.

De acordo com a queixa, o astro de Piratas do Caribe pagou 75 milhões de dólares por 14 propriedades, incluindo um castelo francês em uma área de 18 hectares, ilhas nas Bahamas, várias casas em Hollywood, penthouses e lofts no centro de Los Angeles e uma fazenda para criar cavalos em Kentucky.

Desde 2000, o ator, que já foi indicado ao Oscar, gastou 18 milhões de dólares em um iate, comprou 45 carros de luxo e desembolsou quase 700 mil dólares por mês em vinhos, aviões privados e com um séquito de 40 pessoas, afirma a ação judicial.

A TMG, com sede em Beverly Hillas, afirma que Depp comprou mais de 200 obras de arte, que incluem peças de Warhol e Klimt entre outros grandes nomes, 70 guitarras de colecionadores e uma memorabilia de Hollywood tão extensa que está guardada em 12 locais.

Depp entrou na Justiça em 13 de janeiro acusando a TMG de má gestão de suas finanças, com empréstimos sem a sua autorização e ocultando do ator suas finanças devastadas. "Durante 17 anos, The Management Group fez todo o possível para proteger o ator de si mesmo", afirmou o advogado da empresa, Michael Kump.

"De fato, quando o banco de Depp exigiu o pagamento de um empréstimo milionário e Depp não tinha o dinheiro, a empresa emprestou para que evitasse uma crise financeira humilhante", completou.

A TMG afirma que advertiu Depp em várias ocasiões sobre os gastos "licenciosos", mas que o ator se limitava a criticar os administradores, aumentando os gastos e exigindo que encontrassem uma maneira de solucionar os problemas.

A empresa, dispensada por Depp ano passado, afirma que o ator deve 4,2 milhões de dólares, o que a levou a embargar os bens do astro. "O único motivo pelo qual Depp apresentou sua demanda foi para interferir nos esforços da TMG de cobrar a dívida", destaca a empresa.

Depp e a atriz Amber Heard, 30 anos, chegaram a um acordo para encerrar o casamento de 18 meses, segundo o qual o ator se comprometeu a pagar sete milhões de dólares.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS