Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
São Leopoldo

Parque Imperatriz em festa para comemorar aniversário de 10 anos

Música, exposição e festividade, atrações ocorreram durante o fim de semana

LAZER: secretário anunciou que pretende abrir o parque para eventos trimestrais

O fim de semana foi para celebrar os seis anos do Jardim Botânico e também para festejar os 10 anos do Parque Imperatriz, completados em dezembro. As atrações iniciaram-se na manhã de sábado e seguiram domingo, o dia todo.

Durante o evento teve a praça do chimarrão, atividades esportivas, trilha ecológica e ontem o público foi brindado com os shows de Frank Jorge e Grupo Rouxinol. Durante os dois dias, o público aproveitou ainda a feira da economia solidária, além de food truck. Quem preferiu fazer o próprio churrasco aproveitou as churrasqueiras do parque.

As comemorações serviram também para o anúncio das melhorias no Parque Imperatriz. Segundo o secretário do Meio Ambiente de São Leopoldo, Darci Zanini, o local deve receber uma festa para trazer a comunidade a cada três meses. “A população adotou este local e o papel do Município é proporcionar um ambiente agradável, por isso estaremos construindo mais quatro quiosques com churrasqueiras, além da implantação de um ciclovia ecológica’’, anuncia. Ele destaca ainda que a trilha ecológica foi aberta ao público, sob a orientação de monitores e a participação da Guarda Civil Municipal.

Estrutura para usufruir

De acordo com secretário Zanini, está em pauta o plano de manejo dos 900 hectares de preservação permanente no Parque. Segundo ele, ainda em abril o projeto deve ser licitado e se prolonga por pelo menos um ano. Ele explica que nesse período, será feito um monitoramento durante as quatro estações do ano para verificar o comportamento da fauna que habita as áreas de alagamento. “Essa será a grande contribuição do Município para as pesquisas do Estado, sem contar que será uma ótima oportunidade para colher amostras para o herbário municipal’’, garante.

Segundo o diretor-geral Henrique Scharlau, o Parque Imperatriz terá um espaço para a educação ambiental, onde técnicos darão orientações e cursos, em especial na área de preservação e também no que se refere a adoções de praças e canteiros do Município. Outro destaque, segundo ele, diz respeito ao plano de arborização de São Leopoldo, com a substituição de árvores que são inadequadas. “Não vamos cortar, mas sim substituí-la por espécies com tamanhos que não interfiram na vida urbana. Estamos pensando a São Leopoldo do futuro, com a participação de técnicos das mais diversas áreas, além da participação do Semae e da RGE Sul.’’

As melhorias foram aprovadas pela população. Para os estudantes Bruno Kayser Schwertner, 21 anos, e Amanda Barcelos, 17, e o casal Rodrigo Kayser Schwertner e Milene Rizzatto, o local deve ter atrações com mais frequência e com isso poderá atrair um número ainda maior de pessoas. “Fiquei surpreso com o que vi. Quero vir mais vezes aqui”, disse Bruno.

Representatividade do Parque Imperatriz

O Parque Imperatriz que é considerado um dos maiores parques naturais urbanos do País tem 700 hectares. O Jardim Botânico (14,58 hectares) reúne a área de lazer, onde estão as canchas, churrasqueiras e o espaço reservado para as coleções botânicas na área próxima à “pirâmide”. Na flora, destaca-se a presença maciça de floresta aluvial, isto é, uma floresta sujeita a inundações periódicas. Nesta floresta, as espécies mais abundantes são os branquilhos, sarandis, pau-d’arco, salseiro, maricá e a corticeira-do-banhado.

Na fauna destacam-se as aves e é relativamente fácil ver o martim-pescador, o alma-de-gato, a saracura, além de pássaros mais comuns como joão-de-barro, sabiá e bem-te-vi. Entre os mamíferos há menor diversidade porque a região densamente urbanizada, no entorno, já reduziu muito as populações. Mas ainda vê-se o ouriço-cacheiro, o gambá e o mão-pelada.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS