Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Boato

Alertas sobre Baleia Azul no município de Osório são falsos

Prefeitura desmente mensagens sobre envenenamento que circulam pelo WhatsApp

Depois que áudios e mensagens alertando sobre a prática do jogo Baleia Azul em Osório foram disseminados por grupos de WhatsApp, alertando que jovens e crianças estariam se mutilando e distribuindo balas envenenadas, a prefeitura do município publicou uma nota em sua página oficial no Facebook desmentindo os casos.

Conforme o texto, não há casos conhecidos da Baleia Azul na cidade. Os boatos ganharam força em Osório depois que o prefeito Eduardo Abrahão postou na quinta-feira, em sua conta pessoal no Facebook, um alerta sobre o jogo, dizendo que uma criança havia sido atendida em um posto de saúde da rede municipal. A postagem foi removida, e a informação, desmentida pela assessoria de imprensa.

Segundo a Brigada Militar, não há registros de ocorrência sobre a prática do jogo ou envenenamentos em Osório. De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital São Vicente de Paulo, nenhum atendimento que possa ter ligação com o Baleia Azul foi realizado na casa de saúde.

Veja a íntegra da nota:

Em Osório, a notícia oficial é de que não há casos da Baleia Azul.
Aos pais e à sociedade em geral, pois a proteção da criança e do adolescente é dever de todos. Na verdade, a proteção da vida é dever de todos!
O jogo Baleia Azul é mais um jogo criado para seduzir jovens, que por caraterísticas de seu período evolutivo, buscam testar seus limites e de seus familiares. É um período de fragilidade emocional, apesar de sua beleza. O que vemos é um nome novo para algo que já existe: seres humanos perversos se aproveitando de jovens fragilizados. Quem de nós não ouviu de algum adulto uma vez na vida: “não aceite nada de estranhos”, “cuidado que nas portas das escolas oferecem drogas”, “não bebe nada no copo dos outros”? Todos nós.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS