Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Operação Santo

Polícia busca na região suspeitos ligados à construção de túnel no Central

Campo Bom, Novo Hamburgo e Sapiranga estão entre as cidades onde são cumpridos mandados

Polícia Civil/Twitter
Em Campo Bom, policiais cumpriram mandados em uma mansão
A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (18), a segunda fase da Operação Santo, que investiga a construção de um túnel no Presídio Central. A descoberta do maior plano de fuga de presos do Estado se deu em fevereiro deste ano. São cumpridos nesta manhã 18 mandados judiciais, sendo 11 de busca e apreensão e sete de condução coercitiva – quando a pessoa é levada para depor. Entre os oito municípios alvos da ação estão Campo Bom, Novo Hamburgo, Sapiranga, Montenegro, Canoas, Porto Alegre e Gravataí. 

Em Campo Bom, os policiais cumprem mandados de busca e apreensão em uma mansão. O bairro onde fica o imóvel ainda não foi divulgado pela Polícia. 

De acordo com o delgado Mário Souza, a operação tem como objetivo identificar as pessoas ligadas aos presos que comandaram a construção do túnel. A Polícia já sabe que a ordem veio de criminosos que cumprem pena no Presídio Central. Sete pessoas são suspeitas de ligação com o plano, outras quatro seriam as mentoras e nove executaram a obra. 

Rodrigo Ziebell/SSP
Túnel tinha 50 metros de cumprimento e estava a 10 de chegar ao Central
O túnel descoberto pela Polícia Civil tinha cerca de 50 metros. A projeção dos investigadores é que 200 presos da facção Os Manos poderiam fugir da casa de detenção durante o carnaval. No Presídio Central, o grupo comanda duas galerias no pavilhão B, ocupadas por cerca de 700 presos no total.

O túnel era construído a partir de uma casa nos fundos do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar, que fica ao lado do Central. A obra era monitorada há quatro meses, em turno integral, por uma equipe do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc). Sete homens e uma mulher foram presos trabalhando nas escavações dentro do túnel. Eles receberiam R$ 1 mil por semana para trabalhar na construção.

De acordo com o delegado Rafael Soares Pereira, que comandou a investigação do Denarc, a estrutura ainda não havia chegado a nenhum dos pavilhões do presídio. A estimativa é de que faltava apenas 20 metros de escavações para que o túnel chegasse ao muro do Central. 

  • A estrutura ainda não havia chegado a nenhum dos pavilhões do presídio
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Secretário de Segurança Cezar Shirmer visitou o local
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Obra era monitorada há quatro meses
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Casa onde buraco era feito
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Após a descoberta do túnel, segurança foi reforçada no presído
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Faltava dez metros para túnel alcançar uma das galerias do Central
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Polícia acredita que 200 presos de uma mesma fação poderiam fugir da casa de detenção durante o carnaval
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Túnel era construído a partir de uma casa nos fundos do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar
    Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
  • Túnel no Presídio Central foi descoberto pela setor de investigação da Polícia Civil
    Foto: Polícia Civil/Twitter
  • Equipamento usado pelos criminosos durante as escavações do túnel
    Foto: Polícia Civil/Divulgação
  • Sete pessoas foram presas durante as escavações na manhã desta quarta-feira (22)
    Foto: Polícia Civil/Divulgação
  • Segundo a Polícia, túnel já tinha 50 metros escavados e daria no Presídio Central
    Foto: Polícia Civil/Divulgação
  • Investigação do Denarc durou cerca de quatro meses
    Foto: Polícia Civil/Divulgação


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS