Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Em Montenegro

Soldado do Exército de São Leopoldo é morto enquanto trabalhava de uber

Corpo de Marcelo Gabriel Lisboa Roxo, de 23 anos, foi encontrado na zona rural de Montenegro

Reprodução /Facebook
Corpo de Marcelo Gabriel Lisboa Roxo, de 23 anos, foi encontrado na zona rural de Montenegro
Um soldado do Exército que servia no 19º Batalhão de Infantaria Motorizada, em São Leopoldo foi encontrado morto na zona rural de Montenegro na noite de domingo (16).  Marcelo Gabriel Lisboa Roxo, de 23 anos, segundo informado pela família à polícia trabalhava como uber e estava sem dar notícias desde a manhã de ontem (16) 

O caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Montenegro, com apoio da Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH) de São Leopoldo.  "Tão logo tomei conhecimento do fato procurei identificar os familiares e fiz contato para verificar se havia ocorrido de fato o desaparecimento dele em São Leopoldo Já que não havia registro policial disso", comenta o chefe do setor de investigação da DPH leopoldense, Odilei Betanin. Segundo ele, familiares relataram que Marcelo teria trabalhado durante a madrugada de domingo e que pela manhã faria esta corrida, que havia sido agendada na quinta-feira passada (13).  "Oito horas da manhã foi a última vez que ele fez contato com a namorada, falando que estava na localidade onde foi encontrado morto", explica Betanin.

De acordo com a polícia, o Chevrolet Classic usado no Uber pelo jovem não foi encontrado. O celular, carteira e outros bens da vítima também sumiram. Junto ao corpo, o único pertence encontrado foi a quantia de R$ 200, que ele escondia na meia  A Polícia Civil apura duas hipóteses: ou que o jovem foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte) ou de uma execução.

A investigação procura saber agora onde Marcelo pegou os passageiros e identificá-los, Informações que possam ajudar na elucidação do caso podem ser repassadas à Polícia Civil pelo telefone 9.8590.0522 por mensagens nos aplicativos WhatsApp e Telegram.  


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS