Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Série B

Zagueiros garantem a festa colorada no Beira-Rio

Víctor Cuesta e Klaus, zagueiro de Dois Irmãos que marcou duas vezes neste sábado, garantiram o 3 a 1 sobre o Londrina na quarta vitória seguida do Inter

Ricardo Duarte/Inter
Zagueiros Klaus, de Dois Irmãos, marcou dois gols durante a vitória sobre o Londrina
“Papai é o maior, Papai é que é o tal.” Refrão sonoro que o Inter levou para dentro de campo neste sábado, no Beira-Rio, na vitória por 3 a 1 no Londrina, com gols dos zagueiros Víctor Cuesta e Klaus (2), com Bidía descontando para os paranaenses. Numa justa homenagem ao Dia dos Pais, esse e outros cantos foram entoados pelos mais de 36 mil colorados que foram ao Gigante, reafirmando a força da paixão vermelha e dando crédito para o time de Guto Ferreira materializar sua quarta vitória consecutiva. Pico forte de emoção ainda quando os jogadores adentraram o gramado junto com seus filhos e alguns com seus pais.

O saldo da vitória é a vice-liderança da Série B, com 36 pontos, três a menos que o líder América-MG, mas a certeza de que pode mais. Jogando solto pela confiança emanada das arquibancadas, o Colorado partiu pra cima do Londrina desde os primeiros minutos da partida. Logo a 3min, D´Ale tocou para Cuesta dar um canhotaço, a bola fazer uma curva e César mandar a escanteio. O Inter teria ainda outras três chances de abrir o placar antes dos 20min. A melhor delas com Klaus, em cabeçada aos 17min após escanteio.

A iniciativa e posse de bola, contudo, não vinha pela criatividade no meio-campo. D’Ale não conseguia respirar com a marcação homem a homem e por vezes desleal de Bidía. Assim, o Londrina forçava os volantes do Colorado a sair jogando ou deixar a bola aos irregulares Winck e Uendel, que também não são construtores. Cabia a Pottker e Sasha tentar sair em velocidade pra furar o bloqueio do Tubarão, o que acabou não ocorrendo nos 46min iniciais.

No segundo tempo o Inter, como bom filho, deu à torcida o presente que ela esperava. Em falta pela esquerda, aos 3min, D´Ale alçou para a área e Cuesta desviou de cabeça. Explosão do Gigante. Aos 8min, o Colorado teve três chances de ampliar, em bolas rebatidas pela zaga ou defendidas pelo goleiro. Mesmo jogando no campo do adversário, a ducha de água fria veio aos 23min. Tiago cruzou e Bidía, cara a cara com Danilo, empatou: 1 a 1.

O desafogo aos pais rubros veio aos 33min. Camilo cobrou escanteio pela direita e Klaus, o zagueiro artilheiro de Dois Irmãos, apareceu no meio da área, num testaço que estufou as redes. Aos 36min, o mesmo lance, só que pelo lado esquerdo, com Klaus novamente cabeceando e marcando o gol de número 200 do novo Beira-Rio, transformado o conhecido caldeirão rubro em puro êxtase. Quarta vitória seguida para embalar na Série B.

INTER

Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado; Edenilson, D’Alessandro (Camilo) e Sasha (Gutiérrez); William Pottker (Nico López) e Leandro Damião. Técnico - Guto Ferreira.

LONDRINA

César; Reginaldo, Gustavo Silva, Edson Silva e Ayrton; Rômulo, Bidía (William Henrique), Jardel e Thiago Lopes (Rafael Gava); Artur e Carlos Henrique (Wellisson). Técnico - Cláudio Tencati.

DETALHES

Local - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre/RS. Arbitragem - Sávio Pereira Sampaio, auxiliado por José Reinaldo Nascimento Júnior e Daniel Henrique da Silva Andrade, trio do Distrito Federal.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS