Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Região

Conheça a Jovem Guarda de Sapucaia do Sul

Banda formada por agentes municipais faz sucesso em eventos da cidade
10/10/2017 13:57 10/10/2017 13:57

Banda formada por agentes municipais faz sucesso em eventos da cidadeEsqueça Roberto Carlos, Tremendão e Ronnie Von com seus cabelos e suas roupas de época e cantando o amor e o comportamento no rock da década de 60. Pelo menos em Sapucaia do Sul a Jovem Guarda, hoje, veste uniforme azul-marinho e toca, entre outros ritmos, também pagode e samba. Formada por acaso em festas de aniversário e atividades voluntárias dos agentes, a banda da Guarda Municipal sapucaiense começou a se apresentar como tal no início deste ano. O evento que lançou o grupo ocorreu durante a programação do Dia Internacional da Mulher, no município.

De lá para cá, os guardas e seus instrumentos musicais têm sido vistos com frequência animando diferentes iniciativas da prefeitura e de entidades da cidade, a mais recente delas, a festa de Dia das Crianças da Associação dos Pais e Amigos do Excepcionais (Apae), segunda-feira. Um dos integrantes da banda, responsável por voz e pandeiro Marcelo César, 44 anos, explica que todos eles já tinham alguma ligação ou experiência anterior com a música. Por conta disso, a falta de ensaios não prejudica as apresentações.

“Como trabalhamos em escalas, não temos como reservarmos um dia ou horário para isso. Tiramos as músicas sempre horas ou minutos antes de cada evento”, conta. Além de Marcelo, integram a Jovem Guarda também Antônio Renato Machado, 59, com o surdo, Antônio Marco Gomes, o Marcão, 55, com meia-lua e percussão, Cléo Santos da Silva, 56, com tan tan e percussão e Paulo Roberto Pereira Dalla Lana, 28, com banjo, violão e voz.

Aproximação com a comunidade 

Os agentes que integram a banda fazem parte do Departamento de Ensino da GM sapucaiense a atuam na base comunitária, localizada junto a praça do Centro de Arte e Esporte Unificado (CEU) no bairro Vargas. Segundo eles, a intenção é por meio da música é se aproximar da comunidade e trabalhar a prevenção. “O policiamento repressivo já está ultrapassado. Nosso obetivo é facilitar o diálogo, mostrar o trabalho da guarda em diferentes frentes, entre elas a preventiva”, comenta Antônio Marco Gomes.

Comandante da GM sapucaiense, Robson Ferraz, também apoia a iniciativa. “A banda foi criada como ferramenta de aproximação da guarda assim como os trabalhos de justiça restaurativa e a escolinha de trânsito, para ser usada nas oficinas nas escolas. É uma iniciativa que preconiza a diminuição de conflitos, aproximando os agentes das crianças, jovens e adultos, muitos em situação de vulnerabilidade. É algo que desmistifica a guarda como órgão fiscalizador. É uma iniciativa louvável”, opina.

Início como trabalho voluntário em asilos 

O projeto de formação de uma banda da Guarda Municipal teve início há cinco anos. Dentro da iniciativa “Guarda Voluntário” em que os agentes visitam asilos e orfanatos surgiu o “Tchê Improviso”, uma espécie de grupo com gaita e violão e com repertório gauchesco. “Nos asilos, especialmente, muita gente gostava. Era uma festa. Cantávamos e dançávamos com os vovôs e vovós, levando alegria a eles” lembra Antônio Renato Machado.

Agora, com o grupo remodelado, a expectativa dos agentes músicos é conquistar instrumentos e figurino próprios para a banda. “Assim como o Exército e a Brigada têm as bandas próprias também resolvemos montar a nossa. Esperamos nos profissionalizar com o tempo e trazer também mais colegas para a formação”, planeja Marcelo César.

Repertório variado a apresentação aprovada 

O repertório da banda é variado, abrangendo desde clássicos às modernas batidas do funk, e é escolhido conforme o público. Nesta semana, na festa dos estudantes da Apae , uma das referências que não pode faltar foi o ídolo adolescente, Luan Santana. Entre os 60 participantes com idades entre 7 e 45 anos a animação foi garantida. “Eles adoraram. Foi muito divertido. Houve muita interação e carinho por parte dos guardas com os alunos, uma experiência maravilhosa”, comenta a coordenadora pedagógica da Apae de Sapucaia do Sul, Bruna Niz da Silva.

As próximas apresentações da Jovem Guarda ocorrem durante a formação do curso de Direito Humanos, no dia 17, às 14 horas no auditório da Praça CEU e doa 26, também às 14 horas, no Calçadão, durante a programação do Outubro Rosa.




Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS