Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Série B

Inter está ansioso para voltar à primeira divisão

Tropeços nos últimos jogos em casa na Série B do Campeonato Brasileiro adiaram a classificação matemática do Colorado à elite do futebol nacional
04/11/2017 19:11 04/11/2017 19:12

Ricardo Duarte/Inter
Dourado foi o segundo atleta que mais atuou pelo Inter em 2017
É inegável que o Inter projetava duas vitórias em casa, contra Ceará e CRB, para assegurar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, mas contrariando as expectativas, o Colorado tropeçou duas vezes no Beira-Rio e adiou matematicamente o retorno à elite do futebol nacional. A derrota por 1 a 0 para os cearenses e o empate sem gols com os alagoanos, este na sexta-feira, provocaram a ira do torcedor, que está ansioso para sair do calvário da segunda divisão. O Colorado viaja na noite deste sábado em voo fretado para o Mato Grosso, onde na segunda-feira, às 20 horas, enfrenta o Luverdense, em Lucas do Rio Verde, e mesmo que vença não estará garantido na primeira divisão, pois ainda pode ser alcançado pelo quinto colocado. Mas com um triunfo, o Inter estará virtualmente na Série A em 2018.

E a ansiedade não é apenas da torcida, mas também dos jogadores alvi-rubros. A pressão vem sendo forte desde o ano passado, quando a péssima campanha no Brasileirão decretou a queda para a Série B. Mas apesar disso, nada justifica o péssimo rendimento nas últimas rodadas, principalmente nos dois jogos de pouco futebol no Gigante. As vaias após o 0 a 0 com o CRB deixaram evidente o descontentamento dos colorados, e refletiram no ânimo dos atletas nos pós-jogo. “A gente quer subir logo, definir isso logo. Eu e o Danilo Fernandes até brincamos que nesses dois anos de Série A e B, a gente envelheceu cinco anos. É difícil. Muita pressão. Mas está acabando, faltam cinco jogos”, pontuou o volante Rodrigo Dourado, que é o segundo jogador que mais atuou nesta temporada, atrás apenas de Uendel.

Superação

Depois do Luverdense, restarão apenas quatro partidas contra Vila Nova-GO (c), Oeste (f), Goiás (f) e Guarani (c). E para o vice-presidente de futebol do Inter, Roberto Melo, o importante é tentar superar o mau momento. “Futebol é enfrentar dificuldades, saber sofrer na hora certa. Esse grupo já soube superar dificuldades muito maiores do que esta de agora. Há pouco tempo ganhamos 11 partidas de 13 disputadas. Aumentamos um ponto para o segundo, apesar de ter diminuído a vantagem para o quinto. É trabalhar mais. Somos líderes do campeonato pelo trabalho dos jogadores e da comissão técnica”, afirmou. “Precisamos ter tranquilidade mental e lutar por cada ponto. Somar neste ponto é importante”, completou o técnico Guto Ferreira.

VERMELHAS

“O capricho no último terço do campo é próprio do estado emocional, em buscar resolver a qualquer custo. O gol cedo traz tranquilidade. Espero que na próxima partida, consigamos um gol cedo e realizar um grande jogo”, reforçou o treinador colorado.

Contra o CRB, as melhores chances do Inter saíram dos pés do capitão D’Alessandro. Quando o meia não aparece, a equipe sofre muito e nesta reta final vai precisar do gringo.

Para a partida contra o Luverdense, o zagueiro Danilo Silva seguirá fora do time devido a um desconforto muscular na coxa esquerda. Com isso, Léo Ortiz deve permanecer entre os titulares.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS