Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Cinema estudantil

São Leo em Cine entrega troféus para curtas metragens que se destacaram no festival

O festival integra o Programa Interfaces, da Secretaria de Educação de São Leopoldo, através do Núcleo de Educação Audiovisual
01/11/2017 17:05 01/11/2017 17:05

Thales Renato Ferreira/Divulgação
Entrega dos prêmio ocorreu no Anfiteatro Padre Werner
Mães, pais, estudantes e professores lotaram o Anfiteatro Padre Werner da Unisinos, na noite de terça-feira, 31 de outubro, para acompanhar a cerimônia de entrega dos troféus e destaques do 3º São Leo em Cine. O festival contou com a adesão de 27 escolas municipais e do Núcleo de Apoio e Pesquisa ao Processo de Inclusão (Nappi), totalizando 78 curtas inscritos com temáticas diversas, produzidos por estudantes da Educação Infantil à Educação de Jovens e Adultos. As exibições dos curtas ocorreram nos dias 9 e 10 de outubro, na Unisinos.

O prefeito Ary Vanazzi parabenizou a comunidade escolar que se envolveu no projeto, classificado por ele como extraordinário. “Este festival começou em 2011 e se tornou uma política pública continuada. Do ponto de vista pedagógico, é um avanço, pois trazemos para dentro da escola algo novo que contribui com o incentivo à criatividade. São esses elementos inovadores que nossos jovens precisam para despertar o pensamento crítico e a sensibilidade” , destacou o prefeito.
Para o supervisor escolar na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Padre Orestes, Junior Garcia, a produção audiovisual apresenta uma nova realidade aos estudantes. “Toda parte de pesquisa, produção, roteiro e figurino são pensados e discutidos por eles. Isso faz com as crianças tenham contato com uma realidade que não é próxima delas”, afirmou Garcia.

O festival São Leo em Cine integra o Programa Interfaces, da Secretaria de Educação de São Leopoldo, através do Núcleo de Educação Audiovisual, responsável pelas formações com o objetivo de fomentar a produção audiovisual nas escolas da Rede. “A ideia foi fazer formações que auxiliassem os professores e alunos na construção de roteiros, produção, filmagens. São muitas coisas que precisam ser cuidadas no audiovisual, então tem uma potência muito grande ao articular várias áreas do currículo escolar, trazendo aprendizagens em todas elas”, explica a diretora pedagógica da Smed, Quênia Strassburg.

O trabalho desenvolvido pelo Núcleo, em 2017, se deu com articulação de diversos parceiros e colaboração de profissionais da área do cinema. Os colaboradores das formações foram Pamella Moreira (da Submerso Filmes), Maria Inês Falcão (produtora e criadora do Programa Pandorga - TVE/TV Brasil), Lucas Maia (crítico de cinema do canal Refúgio Cult) e os cineastas Maurício Hellbing e Carlos Feldens. Todos são parceiros do festival e atuaram gratuitamente nas formações e, inclusive, no júri técnico.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS