Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Feira do Livro de Porto Alegre

Monja fala sobre o budismo como caminho para ajudar a prevenir a depressão

Palestra será no sábado no Teatro Carlos Urbim, seguida de sessão de autógrafos
07/11/2017 08:00

Gil Silva/Divulgação
Monja Coen faz palestra em Porto Alegre neste sábado

Os princípios do budismo podem ajudar a prevenir ou mesmo vencer a depressão, doença que atinge milhares de pessoas no mundo, acredita a Monja Coen, uma das mais importantes líderes budistas do Brasil. Ela fará palestra em Porto Alegre no sábado (11), dentro da programação da 63ª Feira do Livro. O encontro será às 16h30 no Teatro Carlos Urbim. Após, às 17h30, a monja autografará seu recém-lançado livro O sofrimento é opcional - Como o zen budismo pode ajudar a lidar com a depressão na Praça de Autógrafos, na Praça da Alfândega. 

A obra detalha como o budismo enxerga a depressão, doença que atrapalha no trabalho, na vida pessoal, gera impactos na economia, e como seus preceitos podem ajudar a vencê-la. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), atualmente mais de 320 milhões de pessoas sofrem da doença.

Em cinco capítulos, Monja Coen escreve sobre Buda e a depressão, sobre “as quatro nobre verdades”, sobre como superar a depressão, sobre os oito aprendizados de uma grande pessoa e dá sugestões “Zen para viver bem”. De acordo com ela, o Zen Budismo ensina a atravessar o oceano do nascimento, da doença, da velhice e da morte “no tranquilo barco da sabedoria perfeita”. “Pretendo apresentar em O sofrimento é opcional algumas possibilidades de travessia. Sugiro, em primeiro lugar, que deixemos de lado a rede de notícias macabras a que estamos expostos continuamente e que poluem o cérebro, abalam a mente e criam vícios - hábitos prejudiciais tanto à nossa maneira de pensar o mundo quanto de vê-lo e agir sobre ele”, sugere.




Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS