Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
São Leopoldo

Cães fazem a alegria de idosos do Lar São Francisco na retomada da Visita Pet

Projeto da Sempa leva animais do canil para visitas mensais no local
09/01/2018 13:42 09/01/2018 13:42

Diego da Rosa/Diego da Rosa/GES
Eva Câmara, 85 anos e Mertílio Coelho, 84 anos com a cadela Docinho.
Colo, carinho e lambidas. Teve tudo isso e um pouco mais na retomada da Visita Pet no Lar São Francisco de Assis na manhã desta terça-feira (9), em São Leopoldo. A iniciativa, da Secretaria Municipal de Proteção Animal (Sempa) levou três cães do canil para alegrar por uma hora os idosos residentes no local. No tempo que estiveram no pátio, guiados por funcionários da secretaria, Docinho, Boneca e Queridão deram e receberam amor. Para a dona Eva Câmara, 85 anos, trouxeram a lembrança de sua saudosa Francisli.

“Era uma pinscher muito amada que tive. No Natal de 2016 pedi para buscarem ela e trazerem aqui para eu vê-la e recebi a notícia de que ela havia morrido. Aquele foi o pior Natal da minha vida. Eu amo muito os animais, eles nos transmitem muitas coisas boas”, diz. Ao lado do namorado, Mertílio Coelho, 84 anos, Eva fez planos ao identificar entre os três animais visitantes o seu preferido. “Gostei daquele grandão, o Queridão. Até falei pro Mertílio que se fôssemos morar numa casa só nossa eu queria aquele lá como nosso cachorro de estimação”, conta.

Assistente social do lar, Mara Inês da Silva, comenta que a atividade traz benefícios aos idosos. “É algo que tira eles da rotina e que os estimula. Às vezes os convidamos para vir  para o pátio e eles preferem ficar lá dentro. Hoje, como sabiam que teríamos a companhia dos cães eles toparam sentar à sombra”, comenta. Além disso, conforme Mara, o contato com os animais permite possíveis conexões com o passado perdidas, algumas vezes, por conta de enfermidades. “A gente pergunta se eles tinham bichinhos antigamente e alguns dizem lembrar, falam possíveis nomes desses animais. É, sem dúvida, um auxílio importante”, afirma.

Mudança de horário no verão 

O Lar São Francisco de Assis, onde atualmente residem 32 idosos, passou a fazer parte do roteiro da Visita Pet em maio do ano passado. De acordo com o titular da Sempa, Anderson Ribeiro, são feitas até duas visitas mensais no local, sempre à tarde. Nos meses de verão, no entanto, elas ocorrem pela manhã.

“Em janeiro e fevereiro todas as nossas atividades externas são suspensas por conta do calor. No lar, no entanto, há bastante sombra, portanto os animais não são prejudicados”, diz. Lançado em agosto de 2014 originalmente com crianças internadas no Hospital Centenário o projeto da Visita Pet deverá ser retomado na casa de saúde nas próximas semanas.

"Estamos estudando por se tratar de um local aberto, sem árvores. Estamos definindo o melhor horário, mas acredito que dentro de duas semanas ele volta a ser realizado no Hospital”, conta Ribeiro.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS