VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Blog Arquibancada

Parabenização ao Noia, 260 no teste sapucaiense e amistosos aimoresistas

Nesse sábado, o Aimoré enfrenta o Esportivo, às 17 horas, no Estádio Cristo Rei.

Não é de minha incumbência cobrir o Novo Hamburgo, mas estive na segunda-feira (13), no Estádio do Vale, pra acompanhar o jogo do anilado contra o São José. Com gol de bola parada, o time venceu novamente. Além de líder, projeta um importante início de Gauchão contra times de, teoricamente, qualidade maior. Na próxima semana, o duelo é contra o Juventude. A boa campanha do Noia tem de ser aplaudida. Dos atletas buscados pelo vice-presidente Everton Cury, destaco o centroavante João Paulo. Mesmo grandalhão, tem qualidade com a bola no pé, faz o clássico pivô e incomoda a zaga adversária. Do maestro da equipe, o veterano Preto, não preciso nem comentar. Segue jogando o fino do futebol e sendo o responsável por reger a meia cancha da equipe. Grande trabalho dos vizinhos até o momento.

Avaliação sapucaiense

Não consegui ir ao Estádio Arthur Mesquita Dias nessa quarta-feira (15) para acompanhar o início das avaliações dos jogadores que poderão integrar o elenco profissional do clube. Sob os olhares do técnico Alê Menezes, de acordo com o gerente de futebol Irani Teixeira, se inscreveram 260 atletas. O número realmente impressionou. Hoje pretendo acompanhar um pouco a “pseudo peneira” e produzir um material com o pessoal.

Amistosos equivalentes

No sábado (18), o Aimoré enfrenta o Esportivo, às 17 horas. A entrada é gratuita com o custo apenas do estacionamento, por R$10. Depois de enfrentar o time de Bento Gonçalves, o time de Claiton dos Santos vai a Lajeado para jogar com o Lajeadense. Esses serão os primeiros amistosos equivalentes. Isso porque, são times que estarão também na Divisão de Acesso. Dessa vez, a avaliação será mais próxima da exigência que o estadual determinará à equipe. Inclusive, falando do adversário de sábado, conversei com jornalista do jornal O Semanário, de Bento Gonçalves, Nicholas Lyra, que me salientou os destaques do time como o centroavante Zulu (que chegou a ser oferecido ao Aimoré), Fernando Cardozo, Luiz Muller, Marcio Hahn e o atacante de lado de campo, Gustavo Sapeka.

Férias

Amigos leitores, a partir de segunda-feira (20) entrarei em férias. Serão 30 dias afastados das páginas do Jornal VS. Ainda acompanho o amistoso aimoresista no sábado e saio para o recesso. Nesse meio tempo, quem ficará responsável pelas matérias esportivas da região será o colega jornalista Daniel Rohr. Até mais, amigos!

Aimoré encara jogo-treino neste sábado contra o Esportivo

Equipe jogará novamente no Estádio Cristo Rei nesse final de semana, às 17 horas.

A semana de treinamento do Aimoré contará, novamente, com mais um jogo-treino. O duelo ocorrerá novamente dentro do Estádio Cristo Rei, dessa vez, contra um adversário que poderá ser encontrado pelos índios na Divisão de Acesso. Às 17 horas de sábado, o time recebe o Esportivo, de Bento Gonçalves, em mais um teste dentro de casa. Os adversários integram o grupo B do estadual, já os aimoresistas, integram o Grupo A, composto ainda por Avenida, Guarani de Venâncio Aires, Inter de Santa Maria, Pelotas, São Gabriel, Santa Cruz e Guarany de Bagé. A estreia do clube leopoldense está marcada para o dia 6 de março, às 20 horas, também no Estádio Cristo Rei. A data pode ainda ser alterada. Inicialmente, o jogo ocorreria no dia 5 de março, que coincidia com o Grenal. O clássico, no entanto, foi antecipado para o sábado (4), deixando assim, o domingo livre para os aimoresistas. De acordo com o gerente de futebol aimoresista, Lucas Kunrath, a situação pode ser revista pelo clube.

Time sem técnico na casamata, respirada do futebol e puxões de orelha

Na edição, pitacos acerca da decisão de Portaluppi, a situação incomum ocorrida no Equador e o clima no Estádio Cristo Rei.

Esse título de tópico é óbvio. Mas não para a direção gremista. Sei que aqui é o espaço voltado ao esporte local, mas não posso deixar de comentar a situação de Renato Portaluppi frente a gigante instituição Grêmio. Com a compactuação de seus superiores, o treinador não viajou para a partida diante do Flamengo (que atuou com a equipe principal), para ficar em Porto Alegre treinando com o foco contra o Passo Fundo. O vice-presidente do clube, Odorico Roman, ainda justificou dizendo que na televisão a análise ocorre de uma melhor maneira. É um desrespeito com a torcida e, principalmente com o grupo de jogadores. Como se sentirá o reserva que sequer terá orientações do comandante? Prestígio? Clareza na oportunidade num futuro próximo ou na LA? Complicado.
O calor
A leitura de jogo de quem está ao lado da linha que segura a bola também é outra. Não preciso dizer isso pra ninguém. Inclusive trago o meu exemplo. Claro que é mais interessante analisar o posicionamento das cabines de imprensa, por exemplo. O desenho tático pode ser melhor visto e todas as aplicações dos treinamentos também verificadas (por quem frequenta os treinos, é claro). Mesmo assim, gosto de assistir e acompanhar a partida de dentro do campo. Ali tu escuta as conversas dos jogadores, sente o clima da partida e todas as inserções extracampo nas trocas de bola, divididas e conversas. Se pro trabalho jornalístico (preferência pessoal) é interessante, pra condição do técnico, nem se fala.
A respirada futebolística
Na edição de hoje, estou fugindo um pouco do localismo pois são situações que não podem passar em branco. Na terça-feira a noite, o estreante Atlético Tucumán teve atraso no voo para o jogo contra o El Nacional, do Equador. Além de chegar mais de 90 minutos depois do horário marcado para a partida, a equipe estava sem os uniformes e, atuou com a farda da seleção Argentina, já que, o sub-20 do país estava no local para a competição de base. Além de todos os problemas e “arrumações” para que o Tucumán pudesse entrar em campo, a partida foi vencida pelos argentinos. Partida digna de um livro. Nesses momentos que, nós que acompanhamos o futebol local e com aquelas doses amadoras, podemos enxergar o saudosismo e permanência da magia do futebol. Que situação e que noite, amigos.
Puxões de orelha
Mas voltando pro nosso solo, retomo a situação dos treinamentos aimoresistas, com nova preparação física e, principalmente, mais cobrança ainda. Não que Claiton dos Santos não seja sério desde o início do trabalho, mas creio que o susto chamado Zequinha abriu ainda mais os olhos do técnico do Aimoré. Os puxões de orelha tem sido periódicos e, são comuns as conversas em particular com alguns jogadores que não estejam demonstrando a mesma vontade que o restante do grupo. Natural e necessária, a cobrança tem sido cada vez mais forte. Com trabalhos em campo reduzido, a atenção e concentração são as principais exigências.
Agendão provisório
Quem acompanha as nossas edições sabe que, nos sábados, são publicados os jogos dos times de sábado. Como a maioria dos clubes ainda está em férias (as partidas normalmente são retomadas em março), vou utilizar um tópico na quinta-feira para tal até que o espaço seja retomado. Portanto, o CR Primavera possui as datas 01/04 e 25/11 livres para 2017. Contato com Márcio 99348.3999. Amanhã, ocorrerá o jogo entre Academia FC e Amigos do Vale, às 20h30, no Campo Municipal de Ivoti.

Clubes do interior dão calor na dupla GreNal

Além das boas atuações dos times menores do RS, a edição traz novidades diretamente do Estádio Cristo Rei.

O final de semana foi alentador para os apaixonados pelo futebol do interior. Novo Hamburgo e Caxias bateram, respectivamente, Inter e Grêmio. Não que eu ache que o crescimento dos menores tenha que ser a base do “sofrimento” da dupla, mas esse tipo de resultado é sempre um incentivo para o interior. Olhar para a tabela dá uma satisfação.
Interior forte
Além do vizinho anilado, destaco o São Paulo de Rio Grande, que conta com um bom elenco, o próprio Caxias, que, depois do revés na estreia frente ao Noia se recuperou e vejo boas possibilidades de crescimento do Passo Fundo e, até mesmo do São José. Mesmo estando lá embaixo, o Zequinha tem um grupo interessante e pode brigar. Nem sempre o estadual serve de parâmetro para a dupla Grenal, mas esse ano, enxergo um interior forte e com potencial para dar mais “graça” ao Gauchão. Esse crescimento, inclusive, pode ser bom para os pensamentos leopoldenses. Mesmo na Divisão de Acesso, o Aimoré pode encontrar forças para se reerguer.
Novo preparador físico
Ainda no final da última semana, o preparador físico que trabalhará com Claiton foi trocado. Saiu Rodrigo Carvalho e entrou Grégori Oliveira. O motivo teria sido a incompatibilidade do trabalho de Rodrigo com o do treinador aimoresista. No sábado ocorreu o primeiro treino com Grégori e, ontem, ele já fez o pessoal suar a camisa. No Estádio Cristo Rei, foram feitas tomadas de tempo para testar a resistência dos atletas. O ventinho que soprou na casa Índia amenizou o calor, mas não o cansaço dos jogadores. A metodologia, claramente, é mais modernizada. Com o presidente Paulo Costa, a fala foi a mesma. Havia uma insatisfação com a performance do grupo. Enxergo a mexida com importância e correta. No momento certo, mesmo.
Amistoso adiado
Caso tudo saia conforme o planejado, o Aimoré vai a campo no sábado de manhã, diante do Amigos do Feijão. O amistoso era para ter ocorrido no último sábado, entretanto, foi adiado por conta de atletas do time amador, que não estariam a disposição. Creio que essa alteração foi, inclusive positiva para o grupo. O jogo treino da última quarta-feira, no 5 a 1 contra o São José, no Passo d'Areia, não só cansou o time fisicamente, graças ao sintético gramado, como machucou a parcela psicológica desse início de trabalho. Acho que a “folga” (entre aspas, pois o elenco treinou no sábado mesmo assim) foi importante.
E estreia também
Assim como o amistoso, a estreia do Aimoré deve ser adiada também. Em vez do dia 5 de março, o time de Claiton dos Santos deve atuar na segunda-feira (06). Isso porque, dia 5 ocorre o Gre-Nal do Gauchão. Dessa forma, o público no Estádio Cristo Rei seria prejudicado. Para que ocorra a partida no dia 6, o PPCI tem que ser agilizado. O presidente Costa afirma que faltam detalhes e que, pelos menos a social já está liberada. Faltam laudos das torres elétricas, adição barras de esmagamento e os portões de saída de emergência. Os detalhes que eu já havia citado são as pendências que permanecem.
Salão de festas aimoresista
Para finalizar, quero ressaltar uma das melhorias realizadas pela nova gestão. O antigo restaurante e a antiga copa (do barranco) foram reformados. O espaço está muito bonito, pintado e apto a receber reuniões, festas e até apresentações.

Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS