Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Diário de Cachoeirinha
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Publicado em 01/12/2014 - 10h52
Última atualização em 01/12/2014 - 10h56

Inter tem pouco mais de um mês para arrumar a casa

Time para 2015 só começa a ser definido a partir do dia 13 de dezembro

João Ávila - politicanh@gruposinos.com.br

Inter vence o Palmeiras no Beira-Rio e garante participação na Libertadores da América
 Foto: Tiago da Rosa/GES
 
A vaga para a Copa Libertadores da América do próximo ano foi suada. Mesmo sem apresentar um grande futebol, o Inter venceu o Palmeiras por 3 a 1 no sábado à noite e carimbou o passaporte para a competição sul-americana. Mas nem tudo é festa: o clube passa por um período eleitoral. Apesar da base para 2015 estar pronta, inclusive com o surgimento de alguns bons jogador da base, só depois do dia 13 – data da eleição presidencial do clube – é que o time começa a ser definido. E muito provavelmente este desafio começa pela escolha do novo técnico.
 
1 | No dia 13 tem eleição presidencial
Passa pelo crivo das urnas o planejamento do Inter para 2015. No dia 13, o torcedor define quem vai ser o presidente. De um lado, o atual vice-presidente de futebol, Marcelo Medeiros. Do outro, o ex-presidente Vitorio Piffero, que antecedeu Giovani Luiggi e foi um dos grandes críticos da modelagem adotada pelo Inter no contrato com a Andrade Gutierrez para a reforma do Beira-Rio.
 
2 | Abel fica ou vem um novo técnico?
Abelão chegou no início do ano, venceu o Gauchão e colocou o Inter de volta na Libertadores. Teve momentos que foi criticado pela torcida. Piffero, se eleito, já disse que não é sua preferência, e deve apostar todas as suas fichas em Tite, ex-Corinthians e atualmente sem clube. Já Medeiros admitiu, depois da vitória sobre o Palmeiras, que pretende manter o técnico da primeira Libertadores e do Mundial de Clubes.
 
3 | Socorro para a lateral direita
Gilberto foi tão mal contra o Palmeiras que acabou substituído no intervalo; Wellington Silva não fez uma temporada regular e Cláudio Winck, que seria titular, sofreu com as lesões. Para uma Libertadores, é fundamental contratar jogador para a posição.
 
4 | Procura-se um xerife para a zaga
A zaga do Inter iniciou o ano com Juan e Paulão e terminou com Ernando e Alan. Em comum, a dificuldade das duas formações nas bolas aéreas. Contra o Palmeiras, foi assim que o Inter tomou o gol. Juan recupera-se de lesão e estará disponível para a Libertadores. Mesmo assim o novo presidente e a comissão técnica, com ou sem Abel Braga, devem trabalhar para reforçar o setor com a busca do chamado xerife, o titular incontestável. A Libertadores correrá paralela ao Gauchão e Campeonato Brasileiro. Por isto, o elenco precisa ser reforçado e a zaga precisa estar sólida.
 
5 | Manter Alex, que diz ter propostas
A experiência de Alex será importantíssima para o Inter na próxima temporada. Mas não será fácil mantê-lo, apesar do contrato com o jogador o ir até junho. Depois da vitória sobre o Palmeiras, o meia disse ter propostas do futebol chinês e também dos Estados Unidos. Apesar dos valores atraentes, Alex disse que seu futuro será definido depois das eleições para presidente.
 
6 | Contratar um centroavante
Na próxima temporada, o Inter precisa de um jogador que seja referência na área. Rafael Moura teve uma temporada bastante irregular e Wellington Paulista não mostrou a que veio. Repatriado no segundo semestre, Nilmar deverá ser titular, mas vai precisar daquele companheiro dentro da área. Talvez a aposta seja por um jogador veloz.
 
7 | Encolher a folha de pagamento
Dos clubes que disputam a Série A do Brasilerão, o Inter tem uma das folhas de pagamento mais elevadas. Mesmo assim, não conquista títulos de maior importância desde a Libertadores 2010 e Recopa 2011. A futura diretoria precisará readequar a folha do clube à realidade do futebol brasileiro.
 

Publicidade