Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul

Piratini quita salários de janeiro dos servidores do Executivo

Valor estará disponível para saque ao longo da noite desta quarta-feira

Publicado em: 01.02.2017 às 20:56 Última atualização: 01.02.2017 às 20:57
Divulgação/Piratini
Secretaria da Fazenda
O governo do Estado irá complementar os salários de janeiro dos servidores do Executivo ainda nesta quarta-feira (1º). Com o ingresso de receita do IPVA, a Secretaria da Fazenda conseguiu reunir os R$ 90 milhões necessários para creditar a última faixa da folha deste mês.
O complementa da folha estará disponível para saque ao longo da noite ou nas primeiras horas desta quinta-feira (2). A primeira parcela, de até R$ 8,1 mil, foi paga na terça-feira (31), quando 95% dos funcionários receberam de forma integral.
No mesmo dia foi creditada a segunda parcela do 13º salário de 2016, o que representou o mais R$ 102 milhões aos cofres públicos. A folha líquida do Executivo mais os encargos somou em janeiro R$ 1,172 bilhão, já considerando cerca de R$ 55 milhões para o pagamento das férias dos professores.
Fundações
A Fazenda confirmou para esta sexta-feira (3) o pagamento integral dos servidores vinculados às fundações. Serão necessários pouco mais de 26 milhões de reaos para a folha que compreende pouco mais de 5.200 trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
Diante de despesas que passaram dos R$ 3,08 bilhões ao longo de janeiro, a receita líquida neste período chegou a R$ R$ 2,82 bilhões. Os principais fatores que auxiliaram na arrecadação foram o comportamento positivo do ICMS e ao fechamento do prazo de parcelamento do IPVA 2017. O dinheiro usado do caixa único utilizado para quitar a folha pertence a empresas públicas e demais órgãos, sendo necessário sua recomposição ao longo deste mês.
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.