Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Motores
Lançamento

Confira o teste do Civic Si no Velo Cittá

Esportivo derivado da 10ª geração recebe o primeiro motor turbo de sua história, com 208 cv, e chega ao Brasil por R$ 159,9 mil
19/04/2018 11:12 19/04/2018 11:12



Mogi Guaçu, SP - Os motores de alto giro dão lugar, pela primeira vez na história do Civic Si, a um propulsor turbo. Uma novidade que amplia o comportamento esportivo do carro, garantindo boas doses de diversão ao volante. Agora são 208 cv de potência e 26,5 kgfm de torque, produzidos por um pequeno 1.5. Seu preço é de R$ 159,9 mil.


Para comprovar as evoluções do carro nesta 10a geração, a Honda preparou um verdadeiro parque de diversões para os jornalistas especializados no último dia 11 no Autódromo Velo Cittá. Foram dez voltas em um total de três baterias, puxadas por um WR-V ‘‘envenenado’’ para as pistas, dotado de turbina, que fez a potência do 1.5 original subir dos 115 cv para 170 cv.

O som que sai do escapamento da 8ª geração, semelhante ao de uma moto esportiva, já havia sido ‘‘domado’’ na 9a geração do Si. Esse 2.0 i-VTEC marcou época, pois seus 192 cv surgiam a incríveis 7.000 rpm e, o torque máximo de 19,2 kgfm, a 6.100 rpm. Na 9ª geração, os 206 cv do 2.4 i-VTEC 16V DOHC a gasolina apareciam a 7.000 rpm e o torque de 23,9 kgfm a 4.400 rpm. Agora, os 208 cv chegam antes, a 5.700 rpm, e o torque de 26,5 kgfm está disponível a baixíssimas 2.100 rpm. Como esse torque máximo é mantido em 70% da faixa de rotação, sobra força em qualquer situação. O barulho ecoado agora pelo escapamento central é mais grave e encorpado.


Primeira marcha engatada, basta acelerar um pouco mais forte para o Si largar cantando pneu. O modo Sport enrijece os amortecedores e deixa a direção mais direta e pesada, permitindo extrair até a última gota do ótimo desempenho do cupê. Nas curvas, a estabilidade é excepcional, com uma rolagem mínima da carroceria. A montadora não divulga dados oficiais, mas deixou escapar que a aceleração de 0 a 100 km/h ocorre em cerca de 7 s. O baixo peso do carro ajuda bastante: são apenas 1.321 kg.

Viagem a convite da Honda


Aerofólio

Visual é visivelmente inspirado no Civic Type R. Na traseira, os destaques são o elevado aerofólio e a barra em LED horizontal que acompanha toda extensão da traseira.



Escapamento central

Outro diferencial é o escapamento central com formato poligonal e acabamento cromado.


Rodas aro 18’’

Rodas em liga-leve aro 18’’ com dez raios têm acabamento exclusivo em dois tons, usando pneus largos e de perfil baixo: 235/40. Os discos de freio são no tamanho 12,3’’ na dianteira. Ao final das voltas na pista, temperatura do sistema de frenagem chegou a 400 graus Celsius.

Faróis full LED

Os modelos Si trazem uma dianteira agressiva com grade frontal preta e largas tomadas de ar. O modelo vendido no Brasil oferece uma exclusividade: faróis full LED, ampliando a luminosidade.

Turbo e injeção direta


O 1.5 turbo de alta performance e torque tem injeção direta, duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote (Dual VTC) e quatro cilindros. Combinado com uma transmissão manual de seis velocidades – e engates curtos – esse conjunto proporciona uma nova experiência de direção, com torque abundante durante toda a faixa de rotação do motor. Os números que chegam às rodas até parecem ser maiores do que os oficiais (208 cv aos 5.700 rpm e torque de 26,5 kgfm aparece aos 2.100 rpm).

Dois modos de condução


O Si ganha um recurso inédito, a tecla Sport, localizada no console central. O condutor pode escolher entre dois ajustes de rodagem, que alteram parâmetros de suspensão, acelerador e assistência de direção. No modo Conforto, amortecedores operam de forma mais suave, a assistência da direção é aprimorada e o acelerador opera de forma menos direta, permitindo uma dirigibilidade mais suave.


Com o Sport acionado, os amortecedores trabalham com mais carga, enquanto a resposta de acelerador fica mais direta e a direção, por sua vez, tem a sua assistência reduzida, tornando a conexão do com o piloto ainda mais intensa.

Segurança

Direção precisa, estável e previsível, além da alta performance dos freios. O sistema ABS, com distribuição eletrônica de frenagem, o VSA (controle de tração e estabilidade), além do exclusivo Agile Handling Assist garantem excelente dirigibilidade em diversas situações.


Em complemento aos amortecedores adaptativos, a suspensão recebeu molas mais firmes, barras estabilizadoras mais rígidas (30% a mais na dianteira e 60% a mais na traseira), buchas sólidas na dianteira e traseira, além de braços de controle ultra rígidos na traseira, oriundos do Civic Type R. Carro tem 4,52 m de comprimento, 2,70 m de entre-eixos, 1,79 m de largura e 1,42 m de altura. Porta-malas comporta apenas 334 l e tanque de combustível, 46,9 l.

Equipamentos

Em termos de equipamentos, modelo traz itens de outras versões do Civic, que incluem freio de estacionamento eletrônico, travamento das portas à distância. ar-condicionado digital de duas zonas e sensor de chuva.


Para garantir boa conectividade, conta com multimídia de 7’’ sensível ao toque, que controla todas as funções de áudio e é integrada aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto, proporcionando uma ligação fácil do smartphone ao automóvel. O Si vem, ainda, com sistema de áudio de 450 watts, com 10 alto-falantes.

Acabamento


O interior reforça o caráter esportivo e traz exclusivos e envolventes bancos dianteiros em formato de concha, com costuras vermelhas e logotipos da versão. A costura vermelha dos bancos é replicada nas portas, volante e na coifa do câmbio, com alavanca em alumínio. Outros detalhes são a iluminação vermelha do painel em TFT e dos comandos internos, os pedais em alumínio e o friso do painel de instrumentos com acabamento Dry Metal Carbon.

As gerações no Brasil


O primeiro Civic Si surgiu na terceira geração, em 1984, como um hatch, mas ao Brasil só chegou dez anos depois, em 1994, sendo vendido até 1996. Nesta 5ª geração, o motor 1.6 aspirado gerava 127 cv.

Na sua 8ª geração, o esportivo foi produzido no Brasil de 2007 a 2012 com a carroceria sedã, motor 2.0 aspirado de 192 cv e câmbio manual de 6 marchas.


Na 9ª geração, passou a ser importado do Canadá em 2014 e sua carroceria mudou para cupê. O motor 2.4 aspirado desenvolvia 208 cv, atuando em conjunto com o câmbio de 6 marchas.


Jornal VS

Motores

por Adair Santos
abcmotores@gruposinos.com.br

Gasolina na veia - O tricampeão de Fórmula 1 Nelson Piquet sempre alardeava que nas suas veias não corria hemoglobina, e sim gasolina. Uma anomalia genética que atinge milhões de pessoas no mundo e, pelo jeito, não tem cura. Jornalista há 15 anos, Adair Santos é um desses anormais que literalmente respiram tudo que diz respeito a veículos. Editor do caderno Motores, que circula semanalmente às quartas-feiras no Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas, é apaixonado por carros, motos e aviões - ou seja, tudo o que tem motor, exceto a maquininha de obturação do dentista. Motores invade a rede - Os carros recém-lançados, aqueles protótipos bizarros que talvez nunca cheguem às ruas, dicas úteis sobre veículos e testes exclusivos. Além da versão impressa, que circula semanalmente às quartas-feiras no Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas, agora as notícias sobre veículos contam com este importantíssimo espaço virtual para serem divulgadas. Não deixe de participar mandando sugestões e, quem sabe, até um flagrante fotográfico de um veículo que ainda está em fase de testes e futuramente vai ser fabricado no Brasil. Eu e minha máquina - Se você tem orgulho da sua máquina, seja ela um carro antigo ou novo, motocicleta, um triciclo ou até bicicleta, envie sua foto. Junto, informe seu nome completo e idade, cidade onde reside, telefone para contato, marca, modelo, ano de fabricação do veículo e desde quando tem ele na garagem. Mas atenção: não vale mandar só a foto do carro ou moto, você também tem que aparecer na imagem. Então, mãos à obra: passe uma cera na lataria, um gel no cabelo e faça o registro fotográfico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS