Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Gauchão

Grêmio busca mais um título e Renato justifica estátua

Tricolor encara o Brasil-Pel neste domingo para confirmar a vantagem e levantar a taça do Estadual
07/04/2018 18:22 08/04/2018 08:53

Arte Alan Machado/GES
Grupo Sinos antecipou estátua de Renato Portaluppi
A camisa 7 é mítica para o Grêmio. Ela foi eternizada por Renato Portaluppi com os títulos da Libertadores e do Mundial de 1983. Mas o eterno camisa 7 não se contentou em fazer história no clube apenas como jogador. Como técnico, a série de títulos nesta sua terceira passagem pelo comando da equipe irá lhe render uma estátua do lado externo da Arena. A homenagem foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Deliberativo do Tricolor.

O cara faz por merecer seu status de herói para os gremistas. Depois de tudo que conquistou como atleta, recolocou o clube no caminho dos títulos como técnico. Comandou o time na conquista da Copa do Brasil de 2016, encerrando um jejum de 15 anos sem um título nacional. No final do ano passado, veio o tricampeonato da Copa Libertadores – façanha que motivou a aprovação da construção da estátua – e o vice no Mundial de Clubes. Este ano já começou com a taça da Recopa Sul-Americana. E na tarde deste domingo Renato Portaluppi e seus comandados podem voltar a comemorar um título gaúcho, fato que não ocorre desde 2010. Caso confirme a conquista do Estadual sobre o Brasil-Pel – a vantagem é enorme, já que o Grêmio venceu por 4 a 0 o jogo de ida, na Arena – serão quatro títulos e um vice-campeonato em um ano e quatro meses. E ainda apresentado um futebol que vem sendo apontado como o melhor do Brasil no momento.

Mas todo herói tem o seu ponto fraco. No caso de Renato Portaluppi, sua “kryptonita” é o Rio de Janeiro. Mais especificamente a praia de Ipanema, com seu mar cristalino e as partidas de futevôlei com os amigos. E é nisso – e mais um salário de R$ 1 milhão – que o Flamengo está apostando para seduzir o treinador e tirá-lo do Grêmio. Após a final do Gauchão, ele pode confirmar se fica em Porto Alegre ou se irá render-se à oferta do clube carioca. Pensando nisso, o Grupo Sinos antecipou a estátua do ídolo tricolor. O torcedor, claro, prefere contar com seu herói em carne e osso – e mais títulos.

Equipe focada na busca por mais um título

Os jogadores do Grêmio realizaram na manhã de sábado, no CT Luiz Carvalho, o último treino antes da decisão do Gauchão. A partida contra o Brasil-Pel será às 16 horas de domingo, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas. Na atividade deste sábado, o técnico Renato Portaluppi fechou a primeira parte do trabalho. Quando os jornalistas tiveram o acesso liberado, o grupo já participava de um animado “rachão” com a participação do treinador. Com a vantagem de ter vencido o duelo de ida da final por 4 a 0, na Arena, o Tricolor pode até perder por três gols de diferença que fica com o título. Vitória dos donos da casa por quatro gols de diferença leva a decisão para os pênaltis. Mesmo assim, o treinador seriedade aos jogadores.

“Temos um jogo decisivo que pode dar o título pra nós. Temos uma vantagem muito boa, mas sabemos que jogar lá é muito difícil. Temos muitas palestras sobre esse tema. O Renato fala muito disso. Temos treinado e falado muito para que isso (o “já ganhou”) não aconteça”, afirmou o zagueiro Kannemann, em entrevista coletiva. “Sabemos que o Grêmio não ganha faz vários anos esse título (desde 2010). A verdade é que estamos com muita vontade de vencer. É fazer um bom jogo e jogar com inteligência. Temos muita vontade de ganhar esse título”, garantiu Kannemann. Apesar da grande vantagem no placar, o time gremista deve entrar em campo com força máxima.

BRASIL-PEL

Marcelo Pitol; Ednei, Leandro Camilo, Heverton e Bruno Collaço; Leandro Leite, Valdemir, Mossoró e Alisson Farias; Calyson e Lourency. Técnico - Clemer.

GRÊMIO

Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Arthur, Maicon, Ramiro e Luan; Everton e Jael. Técnico - Renato Portaluppi.

DETALHES

Local - Estádio Bento Freitas, em Pelotas. Horário - 16 horas. Arbitragem - Leandro Vuaden, auxiliado por Rafael Alves e Lúcio Flor. Transmissão - Globo, Pay-per-view e Rádio ABC.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS