Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Tecnologia
Sistema móvel

Novo Android vai ter recursos para não incomodar usuário

Novidades incluem economia de bateria e multitarefa, mas Google fala, principalmente, em aliviar o peso digital sobre o usuário
09/05/2018 18:35 09/05/2018 19:14

Reprodução
Logotipo genérico do sistema Android. Ainda não foi definido oficialmente o nome do Android P, que talvez se chame Popsicle
O Google apresentou esta semana a próxima versão de seu sistema operacional para dispositivos móveis, o Android, por enquanto chamada apenas Android P, já disponível em versão beta. O lançamento está previsto para agosto. Ainda não foi anunciado o nome oficial desta versão. Tradicionalmente, os Androids são nomeados em ordem alfabética, e recebem o nome de uma sobremesa ou gostosura com aquela letra: Kit Kat, Lollipop, Marshmallow, Nougat, Oreo. Especula-se que o Android P possa vir a se chamar Popsicle ("picolé").

Entre as novidades do Android P estão formas de otimizar a bateria e alguns recursos multitarefa incorporados de updates anteriores, como a possibilidade de lançar janelas de vídeo de dentro de apps - recurso que permite, por exemplo, ler o WhatsApp enquanto se assiste a um vídeo do Youtube ou streaming de tevê. Mas um dos aspectos mais destacados foi o que o Google definiu como uma opção pelo "bem-estar".

Divulgação
Imagem de divulgação do Android Oreo, atual versão topo de linha do sistema operacional móvel do Google. Tradicionalmente, as versões do Android recebem nomes de sobremesa, em ordem alfabética
O presidente da Google, Sundar Pichai, disse que quer promover o "bem-estar digital" através de um "painel de controle" com uma série de comandos que permitam, por exemplo, limitar o tempo dedicado a certos aplicativos. "Há uma pressão crescente para responder imediatamente" a todas as notificações que chegam ao telefone, mas "temos a oportunidade de fazer algo melhor" e passar do "medo de perder algo" para a "alegria de perder algo", garantiu Pichai. "Queremos dar tempo aos usuários", disse.

"O bem-estar digital vai ser um assuntos de longo prazo para nós", disse Sameer Samat, gerente de produtos na Google. O telefone indicará o tempo dedicado aos aplicativos e o número de notificações enviadas diariamente eles, para ajudar o usuário a controlar o consumo. O usuário ainda poderá programar limites de tempo - por exemplo, não mais que 15 minutos por dia neste ou naquele aplicativo.

* Com informações da AFP.



Jornal VS

Tecnologia

por André Moraes
andre.moraes@gruposinos.com.br

André Moraes é editor de Tecnologia do Jornal NH. Sua experiência profissional inclui o jornalismo de divulgação científica, publicações técnicas e reportagem de tecnologia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS