Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
CT Parque Gigante

D'Alessandro desabafa em entrevista coletiva

Meia argentino se sentiu incomodado com os comentários de parte da torcida
28/06/2018 19:34 28/06/2018 19:35

Ricardo Duarte/Inter
D'Alessandro deve voltar ao time contra o Atlético-PR, no dia 19 de julho, pelo Brasileirão
Um dia após voltar aos trabalhos com bola no CT Parque Gigante e com bom desempenho, o meia argentino D’Alessandro foi o escolhido para a entrevista coletiva desta quinta-feira. E como não podia ser diferente, o camisa 10 desabafou à imprensa sobre tudo o que tem lhe incomodado no período fora da equipe devido ao entorse no tornozelo esquerdo. O gringo se mostrou descontente com comentários de parte da torcida, e garantiu que buscará novamente seu espaço no time.

“Escuto há 10 anos as coisas e sigo aqui. Continuo usando a mesma roupa. Podem falar qualquer coisa do D’Alessandro, criticar o futebol dele. Mesmo sem jogar, pedem para eu não voltar ao time. Mesmo o torcedor do Inter. Isso faz parte, mas o que não faz é falta de respeito. Não reconhecer meu caráter, profissionalismo. Falar que D’Alessandro é baixinho, que tá magro, que é feio, mas duvidar do meu caráter, profissionalismo... aí entra em um terreno que preciso me defender”, destacou o craque e capitão do Inter, que recentemente denunciou na Polícia dezenas de torcedores que teriam ofendido sua honra nas redes sociais.

DEPENDÊNCIA
Nos últimos anos, o termo “D’Aledependência” recebeu destaque, pois o Inter não conseguia jogar quando o argentino não estava em campo, principalmente no ano da queda para a Série B, quando o gringo estava no River Plate-ARG. Agora, pelo momento do time no Brasileirão, invicto há oito jogos e sem o camisa 10, a situação teria se invertido, mas nos treinos o jogador tem mostrado que está querendo. “Nunca achei que existisse ‘D’Aledependência’. Acho que foi criado mais pelo tempo que estou aqui. Ninguém deu nada de favor. Sempre trabalhei para jogar. O momento em que estiver bem fisicamente, brigarei pelo meu espaço. Só tenho a respeitar a decisão do treinador (Odair Hellmann) e meus companheiros. O líder, entre aspas, é isso. Você respeitar”, completou D’Ale, que volta a treinar hoje com o grupo colorado.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS