Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
São Leopoldo

Entidades vão receber os pães de Santo Antônio

Fiéis doam o alimento em colaboração com campanha
13/06/2018 19:50 13/06/2018 19:51

GES-Especial
Padre Edson Batista de Mello fez a bênção dos pães entregues pelos fiéis
Os cerca de cinco mil pães que receberam a bênção na missa de Santo Antônio, na Igreja Matriz, nesta quarta-feira (13), serão entregues a mais de dez instituições assistenciais da cidade. A doação de pães se tornou um ritual depois que duas fiéis, Maria de Lourdes Sabadin, 69 anos, e Edith Daudt Müller, 84 anos, propuseram ao pároco da missa especial, em 1981. Na primeira missa Edith doou 300 pães, o símbolo do santo conhecido como “pai dos pobres”.
 Ontem Edith não pôde comparecer à missa, mas o neto dela, Luiz Felipe Daudt, se encarregou de receber as doações de pães. “Muita gente contribui com a doação, até mesmo quem não é católico, mas sabe que será enviado para as entidades”, conta. Sacolas e caixas cheias de pães eram deixadas ao redor do altar para receber a bênção. A lista com as entidades continha desde asilos a entidades que cuidam de crianças. “Trago uma parte de pães para doar e outra para mim. Há muitos anos guardo o pão que recebeu a bênção para nunca faltar nada em casa”, revela a aposentada, Ana Maria Miranda dos Santos, 67 anos.

Ajuda coletiva

Um grupo de moradoras das ruas João Neves da Fontoura, São Joaquim e José Bonifácio se organizam todos os anos para doar pães. Este ano, Dilza Moreira Ferro, 64 anos, ficou com a incumbência de comprar os pães. “Compramos mais de mil”, contabiliza. Dilza não sabe ao certo a quantas pessoas colaboram, mas garante que bastante gente se envolve para fazer as doações. “Temos até uma voluntária que mora em Lajeado, que nos ajuda”, relata. Entre os pacotes com pães que estavam perto do altar para receber a bênção do padre Edson Batista de Mello, algumas caixas diziam “Dilza asilos”. A diferenciação é porque Dilza e as amigas voluntárias se encarregam de entregar os donativos. Luiz Felipe Daudt revela que contou com a ajuda de uma padaria, que produziu mais de mil pães ao preço de custo para contribuir.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS