Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Preservação da história

Restauração da Casa Roessler é tema de reunião em São Leopoldo

Além dela, Parque Rua da Praia - Neustadt também foi assunto de encontro no Museu do Rio, no último sábado
10/07/2018 11:58 10/07/2018 12:00

Priscila Carvalho/GES-Especial
O projeto de restauração já está pronto
Para definir os próximos passos e organizar ações, como a aquisição e restauração da Casa Roessler, o Conselho Consultivo do Parque Rua da Praia realizou a sua segunda reunião ordinária do ano, no Museu do Rio dos Sinos, na manhã do sábado (7).

O Conselho foi criado a partir de Decreto Municipal nº 8883, de 17 de outubro de 2017, que unifica o Projeto de Revitalização Socioambiental da Rua da Praia, com o Projeto Neustadt, Memorial Henrique Prieto e Projeto Casa de Cultura Ecológica, e instituiu o Memorial da Rua da Praia – Neustadt. “Primeiramente, colocamos o nome de Memorial, mas depois percebemos que ‘Parque’ seria melhor, por isso, readequamos o nome do projeto”, justifica o secretário de Meio Ambiente de São Leopoldo, Darci Zanini, salientando que também houve a preocupação de manter a palavra alemã Neustadt – que significa “Nova Cidade” – no nome do Parque.

Zanini explica que a intenção do Decreto foi a de centralizar as várias ações de projetos que começaram na década de 90, para qualificar os mesmos e buscar um instrumento que ligasse todos eles. “Por isso a criação do Parque Rua da Praia - Neustadt. Ele é a síntese da unificação”.

Representantes de diversas secretarias do governo municipal, de entidades da sociedade civil e instituições, além de moradores da comunidade estiveram presentes no encontro. O Conselho Consultivo do Parque tem 3 reuniões anuais: em março, julho e novembro.

Reencontro com o rio

Um dos assuntos conversados na reunião tratou sobre o propósito do município de desapropriar algumas moradias localizadas à beira do rio, na rua da Praia, a fim de revitalizar os terrenos e propiciar maior proximidade da população com o Rio dos Sinos. A ideia é, até 2020, desapropriar as residências que ficam a partir do prédio do Museu do Rio até a ponte da BR 116.

“Estamos agora muito envolvidos com o tema da cidade se encontrar com o rio. Somos um dos poucos municípios que tem um rio que passa pelo Centro. Então temos essa vontade, esse desejo, de transformar isso num Parque e proporcionar esse reencontro dos moradores com o rio”, destaca o secretário de Meio Ambiente.

Restauração da Casa Roessler

Uma das formas de promover o sonhado reencontro com o rio e também resgatar o trabalho desenvolvido pelo ambientalista, e um dos precursores do tema no Brasil, Henrique Luís Roessler (1896 – 1963), é a restauração de sua antiga casa, que também foi sede da União Protetora da Natureza, criada por ele em 1955 e a primeira do gênero no país. O local fica também na Rua da Praia e hoje está em ruínas. A intenção da Prefeitura é a de restaurar a estrutura, resgatando o patrimônio histórico, ambiental e cultural da cidade, além de ser um centro de referência sobre o ambientalista.

A aquisição do imóvel se dará por doação, depois da aquisição da casa pela MRV Engenharia através de compensação ambiental. “Ela estava num processo de inventário da família proprietária, agora será adquirida pela MRV, que nos avisou que já está na parte cartorária. Depois que houver a transferência no cartório, aí sim, a Prefeitura poderá começar a restauração”, explica a assessora jurídica da Semmam, Carina Sedrez.

Projeto entregue

O projeto de restauração porém, já está pronto. “Outra parceira, a empresa Benin, fez e nos entregou o projeto de restauração, por um arquiteto renomado na área de prédios históricos”, ressalta Zanini. Tão logo o local seja, de fato, posse da Prefeitura, serão buscados recursos para a realização do projeto de restauro, que ainda não tem valor exato definido, pois tem de passar por análise.

No fim de junho, uma comitiva leopoldense apresentou, junto com outros programas, a proposta de implantação do Centro Integrado Socioambiental na Casa Roessler, em Viana do Castelo, Portugal, no encontro de Cooperação Urbana da América Latina e Caribe entre as duas cidades.

A área 

O terreno de 3,1 mil metros quadrados fica na Rua da Praia, 187, e contém dois prédios e um grande pátio. “Já estamos adequando uma sala multiúso no Museu do Rio. Na Casa Roessler, pretendemos fazer a parte histórica em um dos prédios e o outro usar para área administrativa e de educação ambiental, com oficinas. No pátio, também queremos construir outro prédio, nos fundos da Casa, para abrigar o projeto Canoagem na Escola também no local. É um conjunto de ações para aproximar os moradores do rio e fazer a nossa praia, de fato”, esclarece o secretário.

Ainda não há previsão de entrega da restauração, mas a intenção de Zanini é a de concluir o projeto para os 30 anos da Semmam, em julho de 2019.


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS