Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Saúde

Médicos brasileiros já preenchem vagas dos cubanos na região

Dos 23 médicos selecionados para a região no edital do Programa Mais Médicos, três já estão atuando nas unidades
06/12/2018 11:14 06/12/2018 11:14

Dos 23 médicos selecionados no edital do Programa Mais Médicos para preencher as vagas dos profissionais cubanos que deixaram seus postos na região no fim de novembro, três já estão trabalhando nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). O prazo estipulado pelo Ministério da Saúde se encerra no dia 14.

Em São Leopoldo, o secretário de Saúde, Ricardo Charão, informou que, das 13 vagas, apenas dois profissionais já se apresentaram e entregaram documentação, mas ainda não há definição sobre as unidades onde eles atuarão. A decisão deve ser tomada até o dia 14.

Em Portão, os três médicos selecionados já se apresentaram e entregaram a documentação para a Secretaria de Saúde, de acordo com o secretário de Saúde adjunto, Fábio Beneton. Na Estratégia de Saúde da Família (ESF) Vila Aparecida, a médica selecionada começou suas atividades na segunda-feira. Na ESF Rincão, o médico selecionado deve iniciar as atividades na próxima segunda-feira, 10. Já a médica selecionada para a ESF Vila Rica deve chegar ao município no dia 14, com atividades previstas para o dia 17.

Sapucaia enfrenta debandada

Em Sapucaia do Sul, dos cinco médicos brasileiros que preencheram o edital do Mais Médicos para substituição dos cubanos, dois já começaram a atuar nas ESF João de Barro e Terra Nova. Outro médico que entregou a documentação deve iniciar suas atividades no dia 17 de dezembro. Os outros dois médicos selecionados ainda não se apresentaram no município, mas agora o secretário de Saúde Neio Lúcio Pereira enfrenta a debandada de seis médicos que estavam contratados, mas decidiram aderir ao edital do Mais Médicos em outras cidades. A prefeitura deve buscar novos profissionais em contrato emergencial nos próximos dias, mas ainda não há previsão. Em Capela de Santana, os dois médicos que preencheram o edital ainda não se apresentaram.



Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS