Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Polícia

Em Operação Integrada, 37 pessoas são presas em 24 horas no Vale do Sinos

Primeira operação integrada do ano mobilizou 430 agentes dos órgãos de segurança
06/12/2018 11:52 06/12/2018 18:54

Reunidos na sede do 25º Batalhão de Polícia Militar de São Leopoldo na manhã de ontem para a entrevista coletiva em que anunciariam os resultados da primeira Operação Integrada do ano, os líderes das forças de segurança do Vale do Sinos não escondiam a satisfação com os resultados da operação. “Hoje tem notícia boa. Foi bastante produtivo”, adiantou o tenente Rodney Simões, da Polícia Rodoviária Estadual, quando chegou ao prédio.

Foto por: Diego da Rosa/GES
Descrição da foto: Líderes das forças de segurança da região se reuniram na sede do 25º BPM para apresentar os números da operação

Com duração de 24 horas, entre as 06 horas de quarta-feira, 5, e as 06 horas de quinta-feira, 6, a operação integrada mobilizou 430 agentes da Polícia Civil, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Guardas Municipais de São Leopoldo e Novo Hamburgo, Polícia Rodoviária Federal e Bombeiros. Atuando em conjunto, os órgãos de segurança prenderam 37 pessoas e fizeram a apreensão de um adolescente. No total, foram cumpridos 50 mandados de busca e apreensão, que resultaram na apreensão de armas, drogas, munições, dinheiro e veículos.

União
Durante a apresentação dos números, o comandante do 25º BPM, tenente coronel Daniel Schultz Coelho, avaliou que a união das forças de segurança, como ocorreu durante a operação integrada, sempre traz bons resultados para a população. “É um sistema. Cada instituição trabalhando dentro da sua missão constitucional, mas com união. Essa concepção de segurança pública, quando está integrada, funciona, porque mostra para o delinquente que estamos na rua”, argumentou. “É uma demonstração de força institucional, da força de estado. Município, Estado e União juntos.”

Operação depende de vagas nas penitenciárias

Diretor da 3ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, o delegado Rosalino Constante Seara explicou que a operação integrada foi a primeira realizada em 2018 porque, para realizar as prisões em grande volume, é necessário autorização da Vara de Execuções Criminais (CRE) de Novo Hamburgo. “Sem vagas no sistema prisional, a gente não tem condições de efetivar. Por isso precisamos de uma parceria importante com a CRE”, detalhou. Saudando o momento em que foi realizada a operação, Rosalino lembrou que, neste período de dezembro, há grande circulação de dinheiro, e destacou a união das equipes. “A partir do momento que tem integração, ação coletiva, a gente consegue bons resultados. A gente aproveita a expertise de cada organização. Isso nos aproxima, permite trocar informações. Foi um ano muito bom, em que reduzimos praticamente todos os índices de criminalidade”, comemorou. Ele afirmou, ainda, que uma nova operação integrada deve ser realizada até o final do ano.

Sensação de segurança para a comunidade

Para o chefe da Delegacia Metropolitana da Polícia Rodoviária Federal, Rodrigo Rodrigues, a operação integrada representa uma saturação da presença policial nas ruas. Ele aponta que, além das prisões e apreensões, o principal benefício da operação é o aumento da sensação de segurança. “A população que foi abordada por nós nas rodovias comentou que a Guarda Municipal e Brigada Militar estava com ações nos municípios. Isso faz com que haja um aumento da sensação de segurança da população, porque, para a população, não importa quem está fazendo a prisão. O que faz diferença é efetivamente o resultado. É uma operação que não tem pai, porque é fruto de um trabalho conjunto. Não tem vaidade”, afirmou.

Uma demonstração dessa sensação de segurança, na avaliação do comandante do 25º BPM, está no fato de que não foram registradas ocorrências na cidade na madrugada. “Da mesma forma que a operação dá visibilidade para as pessoas de bem, quem não age dentro dos preceitos legais se recolhe. Ele teme pelo revés da sua ação delituosa. Esse trabalho integrado atinge também o delinquente. Não é apenas a população que se sente segura. O delinquente também se sente inseguro.

PRF realizou abordagens na rua lateral da BR-116

Operação Integrada em números

37 adultos presos (14 presos em flagrante, 11 presos preventivamente, 01 preso temporariamente, 02 foragidos recapturados e 09 presos por sentença condenatória).
01 menor apreendido
04 armas
77 munições
69g de cocaína
305g de crack
6,97kg de maconha
10 comprimidos de ecstasy
17 frascos de anabolizante
14 máquinas caça níqueis
02 balanças de precisão
03 rádios comunicadores
02 veículos apreendidos
01 veículo recuperado
1334 veículos abordados
1958 pessoas abordadas
111 autos de infração de trânsito
250 autuações por radar
126 veículos recolhidos
10 estabelecimentos comerciais vistoriados e 6 notificados

Municípios

Araricá
Campo Bom
Capela de Santana
Dois Irmãos
Estância Velha
Ivoti
Lindolfo Collor
Morro Reuter
Nova Hartz
Novo Hamburgo
Parobé
Portão
Presidente Lucena
Santa Maria do Herval
São Leopoldo
Sapiranga
Taquara


Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS