Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

Blog do Thiago Padilha
São Leopoldo

MP recomenda devolução de passagem de estagiário para França

Prefeitura abriu sindicância para apurar o fato
12/09/2019 03:00 12/09/2019 13:51

-

O Ministério Público recomendou ao prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi (PT), que adote medidas necessárias para devolver aos cofres públicos R$ 7.787,52, devidamente corrigidos, referente às passagens aéreas financiadas pela Prefeitura para o então estagiário da Secretaria de Direitos Humanos, Marco Antonio Viaro. Ele viajou em comitiva para a França, em abril deste ano, para participar da Semana da Juventude de Nanterre, em Paris, juntamente com membros da secretaria na qual era lotado. O caso foi denunciado pelo vereador Brasil Oliveira (PSB) ao MP, que abriu inquérito civil.

Sindicância

A promotora de Justiça Alexandra Carniel Antonio também recomendou que fosse aberta uma sindicância administrativa para apurar as responsabilidades sobre o caso.

Aguarda resultado

Procuradora-geral do Município, Angelita da Rosa frisou que a sindicância foi aberta e somente depois disse saberá se o valor terá de ser devolvido.

Saneamento básico

Em Brasília, Vanazzi participou de audiência pública na Câmara Federal como presidente da Associação Brasileira de Municípios (ABM). Ele defendeu o fortalecimento do Estado nos serviços de saneamento básico. "As empresas privadas são bem-vindas, mas isso não exime o Estado de ser o principal fomentador e financiador", ressaltou o prefeito de São Leopoldo.

Registro

Angelita frisa que "uma recomendação e não de uma decisão administrativa e/ou judicial, ou seja, sem a devida apuração, contraditório e ampla defesa".

Caso dos diplomas

Ex-presidente da Câmara de Sapucaia do Sul, Nelson Brambila (SD) esclarece que exonerou os servidores que não tinham diploma logo que soube. Em fevereiro deste ano, uma de suas ex-assessoras teria admitido a fraude.

 

Sem conhecimento

Já o vereador Marco Antônio da Rosa, o Marquinhos (PSB), divulgou nota esclarecendo que tomou providências quando soube da investigação do diplomas e outra sobre empréstimos bancários. "Eu não tinha conhecimento."

Emprego

Marquinhos relata que um ex-assessor seu não apresentou diploma frio, mas pediu mais prazo para entregar o documento à Câmara. "Ele pediu desculpas pelo problema causado, e disse que fez isto para não perder o emprego", conta.

Jornal VS

Blog do Thiago Padilha

por Thiago Padilha
thiago.padilha@gruposinos.com.br

Thiago Padilha nasceu em São Leopoldo, onde mora até hoje. Estudou no Pedrinho e na Unisinos, foi assessor de imprensa nas prefeituras de São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Novo Hamburgo, e está no Grupo Sinos desde 2007. É editor e colunista de Política do VS desde junho de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS