Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Telefonia

Fim da cobrança do roaming internacional no Mercosul pode ser oficializado nesta quarta

Presidentes do Mercosul assinarão acordo para acabar com a cobrança de ligações e dados entre países-membros do bloco
16/07/2019 18:01 16/07/2019 18:01

-
Após o acordo do fim do roaming, é esperado que telefones celulares brasileiros funcionem na Argentina e outros países vizinhos sem cobrança da taxa de deslocamento As operadoras de telecomunicações no Brasil ainda aguardam a decisão da cúpula do Mercosul, que pode sair amanhã, para se posicionarem a respeito da provável fim da cobrança de roaming nos países do bloco. "O tema ainda está em discussão inicial e as empresas aguardam o avanço do debate para análises e providências, caso sejam necessárias", afirmou em nota o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e Serviço Móvel (Sinditelebrasil).
"As prestadoras de serviços de telecomunicações estão acompanhando o debate", completou a entidade. As companhias Vivo, Claro, TIM e Oi foram procuradas pela reportagem, mas todas preferiram não se manifestar sobre o tema e deixar essa tarefa para o sindicato que representa a categoria.
Os presidentes dos países do Mercosul devem anunciar na quarta-feira (17) acordo para acabar com o roaming internacional para serviços de telefonia celular entre os países-membros do bloco. O anúncio será feito durante a cúpula. Os técnicos discutem ainda as linhas finais do acordo, entre elas o prazo de carência para que isso entre em vigor. Não será de imediato, segundo fontes.
O acordo deve ser similar ao fechado entre Brasil e Chile no ano passado. Para este, a suspensão do roaming só ocorreria dois anos após a entrada em vigência do Tratado de Livre-Comércio entre os países. 
O acordo desenhado é similar ao que ocorreu na União Europeia, por exemplo, quando a cobrança foi abolida em 2017.
Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3553.2020 / 51 992026770
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS