Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. João Corrêa, 1017 - Centro - São Leopoldo/RS - CEP: 93010-363
Fones: (51) 3591.2000 - Fax: (51) 3591.2032

PUBLICIDADE
Viver com Saúde

Conheça os segredos do kefir, o probiótico que promete benefícios à saúde

Entre benefícios, alimento vivo melhora a imunidade
04/02/2019 03:00 04/02/2019 13:44

Foto por: Fotolia
Descrição da foto: PREFERÊNCIA: devem ser utilizados utensílios de plástico
Parece estranho, mas há uma verdadeira população vivendo dentro do corpo humano. O intestino é habitado por micro-organismos - bactérias, vírus e fungos - que formam a nossa microbiota, também chamada de flora intestinal. Esse conjunto de "bichinhos" é responsável pelo bom funcionamento do órgão. O consumo dos chamados alimentos vivos, como o kefir, promete uma série de benefícios à saúde, que vão da melhora da imunidade à reposição de vitaminas. São citadas, ainda, vantagens para a pele, unhas e cabelo.

A nutricionista especializada em Nutrição Funcional e Fitoterapia, Leila Mariana Prezzi explica que o kefir - que pode ser de leite ou de água - é um probiótico produzido a partir da fermentação de 37 tipos de bactérias.

"Esses micro-organismos vivos se multiplicam rapidamente pela ação da lactose, que é o açúcar do leite, ou pela ação do açúcar, quando o kefir for de água". Ela ressalta que as composições química e nutricional estão ligadas à origem do kefir e ao modo de preparo.


Alto valor terapêutico

- Além de auxiliar na saúde da microbiota intestinal e na imunidade, os micro-organismos da bebida podem conter: vitaminas (K, D, complexo B), minerais (magnésio, fósforo, cálcio, potássio) e aminoácidos.

- Auxilia na diminuição de doenças inflamatórias intestinais;

- Traz benefícios para as pessoas que utilizam muitas medicações ou antibióticos.

Como produzir em casa?

Os grãos de kefir são distribuídos por meio de doação. Há grupos em redes sociais que organizam a doação ou a troca dos grãos. Para preparar, Leila recomenda:

- Utilize um recipiente de vidro; Adicione uma colher de sopa de grãos a 500 mls de leite (se for o kefir de leite), ou 500 mls de água filtrada, mais uma colher de sopa de açúcar demerara (se for o kefir de água);
- Cubra a boca do vidro com um guardanapo de voal ou tecido com tramas mais abertas e, para fixar, utilize um atílio ou elástico. As bactérias precisam de oxigênio, por isso não colocar uma tampa totalmente vedada;
- Deixe ficar em temperatura ambiente fermentando de 12 a 36 horas, o tempo depende do tipo de kefir. Se for verão ou inverno, pode haver modificação do tempo de fermentação. O kefir não deve ficar em temperatura superior a 25 graus. “Como no verão nossa temperatura é alta, verifique a consistência e retire a cultura em 12 até 24 horas. Caso contrário, a bebida vai ficar muito ácida”, alerta a nutricionista.
- Outro detalhe importante: o leite deve estar em temperatura ambiente, não gelado, pois pode inativar a cultura.

Segunda etapa

Após a primeira etapa de fermentação, o kefir de leite vai para a geladeira por mais 24 horas. Após isso, deve-se escorrer o líquido com um pano (para tirar o soro) ou com um coador, separando os grãos do probiótico do iogurte. Coloque o iogurte em um vidro com tampa e leve para geladeira pronto para o consumo.

Já o kefir de água fica um líquido de cor âmbar, sabor levemente ácido e aroma de fermentação. “Pode-se utilizar tomando em jejum 100 mls/dia ou adicionado em sucos naturais, sobremesas, gelatinas de ágar-ágar ou no preparo de queijos vegetais ou sorvetes. Mas não deve ser aquecido, pois os micro-organismos são vivos e acabam morrendo, perdendo-se a propriedade nutricional”, explica.

Saiba mais

- Em caso de viagem ou necessidade de interrupção da produção, a nutricionista recomenda colocar a colonia dentro da geladeira. "Em temperatura de 10 graus ou menos, o kefir fica hibernando. Quando quiser utilizá-lo, basta reiniciar o processo", resume.

- O kefir tem vida útil longa, basta cuidar da colônia. "Se está crescendo ou se reproduzindo, é porque ela está saudável. Se não crescer, é porque a colônia pode estar morrendo.”

- O manuseio deve ser feito com utensílios de plástico. Com os metálicos poderá haver reação com os ácidos da fermentação;

- É preciso ter cuidado para evitar contaminações. assim, após lavar o recipiente, esterilize o vidro.

Como surgiu

O kefir possivelmente se originou nas montanhas do Cáucaso, inicialmente com produção no leite de vaca. O termo deriva do turco keif que significa 'bem-estar' ou 'bem-viver'", cita Leila.

 

Jornal VS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS