Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes Futebol

Fifa estuda Copa do Mundo a cada dois anos

Proposta de mudança enfrenta oposição da Uefa e de grandes ligas da Europa, mas Fifa mantém estudos para colocar em prática a alteração

Publicado em: 23.12.2021 às 21:06

Desde a sua primeira edição, em 1930, a Copa do Mundo de Futebol é realizada a cada quatro anos. A Fifa estuda mudanças no calendário internacional e uma das propostas é realizar a competição de seleções a cada dois anos. Nesta semana, a Fifa informou que optar por uma Copa do Mundo bienal criaria uma renda extra de US$ 4,4 bilhões para a entidade.

Seleção brasileira é a única a participar de todas as edições a Copa do Mundo e também é a maior campeão, com cinco títulos
Seleção brasileira é a única a participar de todas as edições a Copa do Mundo e também é a maior campeão, com cinco títulos Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Os dados financeiros são parte de um estudo geral de viabilidade que a Fifa está apresentando. Os relatórios otimistas contrastam fortemente com uma análise apresentada por críticos da proposta.

Há oposição de times da Europa, das grandes ligas e da Uefa, entidade que administra o futebol europeu e cujo presidente, Aleksander Ceferin, ameaça boicotar qualquer torneio adicional.

No mês passado, um relatório encomendado pelo Fórum das Ligas Mundiais disse que a proposta da Fifa, alinhada a mudanças no Mundial de Clubes, poderia custar às grandes ligas domésticas e à Uefa cerca de US$ 8 bilhões por temporada em direitos de transmissão de televisão, bilheterias e acordos comerciais.

Os delegados presentes na cúpula desta segunda-feira foram informados que um relatório da empresa italiana Open Economics revelou que os rendimentos das competições das ligas domésticas e da Uefa não são prejudicados por torneios das seleções e de clubes no exterior.

Magia não muda

Uma Copa do Mundo realizada a cada dois anos não vai diluir a magia do torneio. Isso porque a periodicidade não teria influência em sua qualidade e prestígio, afirmou o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

A Fifa está conduzindo um estudo de viabilidade sobre as questões práticas que envolveriam a realização de uma Copa do Mundo a cada dois anos. A proposta, porém, foi recebida com críticas ferozes por várias confederações, clubes, jogadores e grupos de torcedores.

"Uma Copa do Mundo com 48 equipes (a partir de 2026) já foi decidida. Se acontecerá a cada dois ou quatro anos, isso está em avaliação", declarou Infantino. "Definitivamente, acredito em termos mais eventos prestigiosos, seja a Copa do Mundo ou qualquer outra coisa, precisamente porque ser um torneio mágico talvez seja a razão para acontecerem com mais frequência", afirmou o dirigente.

"O prestígio de um evento depende de sua qualidade, não de sua frequência", disse o presidente da Fifa. "Temos o Super Bowl todo ano, o torneio de Wimbledon, ou a Liga dos Campeões, e todos ficam empolgados esperando por eles", observa Infantino.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.