Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes | Aimoré PREPARAÇÃO

Aimoré fica no empate sem gols em jogo-treino contra o Caxias

Estreia no Gauchão será contra o Brasil-PEL, em São Leopoldo

Por Jauri Belmonte
Publicado em: 12.01.2022 às 18:07 Última atualização: 12.01.2022 às 18:29

Sob forte calor, um bom número de torcedores foi ao Estádio do Cristo Rei para reencontrar o Aimoré nesta quarta-feira (12). O jogo-treino contra o Caxias ficou empatado em 0 a 0 e ficou movimentado especialmente no segundo tempo. A partida também serviu para conhecer o esboço de time de Rafael Lacerda após quatro semanas de trabalho na pré-temporada.

Jogo-treino entre capilés e grenás no Estádio do Cristo Rei
Jogo-treino entre capilés e grenás no Estádio do Cristo Rei Foto: Leonardo Oberherr/CE Aimoré

A partida
Início de pré-temporada não é um momento fácil para os jogadores. A perna ainda pesa, o que aconteceu visivelmente no duelo entre capilés e grenás, sem contar que a questão técnica que ainda vai sendo aprimorada. O lateral-esquerdo Lucas Sampaio, que foi o autor do gol de empate do Aimoré contra o Sindicato dos Atletas, 1 a 1, foi desfalque, com entorse no tornozelo. Com isso, Lacerda colocou Raphael Soares, remanescente de 2021.

Em um jogo com características típicas de um amistoso, com marcação e equilíbrio, foi o Caxias que dominou os primeiros minutos. Com um esquema 4-2-3-1, o Aimoré tinha um tripé ofensivo, com Lucas Silva centralizado, Sassá caindo pelo lado esquerdo e Luis Soares pela direita. E foi com esses jogadores que o time leopoldense criou - pouco - na primeira etapa. A primeira finalização do Índio foi, apenas, com 20 minutos, com Sassá, em chute de fora da área.

Ainda que o Caxias tivesse momentos de liberdade no meio-campo, e com isso levasse perigo à meta de Fabian Volpi, o Aimoré explorava os contragolpes. Aos 23min, em falta frontal pelo lado direito, o chute de Luis Soares levou perigo à meta grená. Aos 37min, Lucas Silva teve um gol anulado. O Caxias levou mais perigo à meta capilé aos 44min, quando Volpi defendeu o chute de Gustavinho.

No segundo tempo, o predomínio foi do Caxias no ataque. A equipe grená chegou a ter sete finalizações contra nenhuma do Índio. O técnico do Caxias, Rogério Zimmermann, trocou os 11 atletas, o que deu um ritmo diferente à partida. Lacerda também mexeu, mas o time de São Leopoldo cresceu apenas nos dez minutos finais de partida, mas o placar não foi alterado. "Tem muito a evoluir, por isso servem os jogos amistosos. Para quando chegar o campeonato, errarmos o menos possível", Wellington Reis, volante do Aimoré. 

A estreia do Índio no Gauchão deve ser no dia 26, contra o Brasil-PEL, no Estádio do Cristo Rei. De acordo com o técnico Rafael Lacerda, mais que o resultado, o ponto positivo do jogo-treino foi a movimentação da equipe. "Foi um amistoso importante contra uma das equipes mais fortes do Gauchão. É um bom teste. O calor atrapalha um pouco. Ainda estamos nos adaptando. Gostei da movimentação, mas acho que faltou aproximação ao Lucas (Silva) para ajudar ele no setor ofensivo. Ontem treinamos forte em dois turnos, então, viemos trabalhando muito duro. Temos que pensar na estreia do Estadual. Vemos brigas nas posições e isso é bom." 

O time
Com o esquema 4-2-3-1, Lacerda iniciou o jogo com o seguinte time: F. Volpi (Luiz Henrique); Bruno Ferreira (Leandro Cordova), Jean (Henrique), Natã (Darlan) e Raphael Soares; Paulinho Dias (Marco), Carlos Alberto (Wellington) e Marcelinho (Mardley); Sassá (Vini Baiano), Luis Soares (Wesley Pacheco) e Lucas Silva (Adriano Klein).

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.