Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Cachoeirinha NOVA ETAPA

Comissão Processante decide por continuidade do processo de impeachment contra prefeito de Cachoeirinha

Parecer deve ser votado em plenário na próxima terça-feira (21), em sessão extraordinária

Publicado em: 15.12.2021 às 14:03 Última atualização: 15.12.2021 às 14:04

A Comissão Processante (CP) que trata sobre o pedido de impeachment contra o prefeito afastado de Cachoeirinha, Miki Breier (PSB), divulgou nesta quarta-feira (15) seu relatório favorável à continuidade do processo.

O documento conta com a assinatura de todos os componentes da comissão - o presidente David Almansa (PT), o relator Felisberto Xavier (PSD) e o membro Paulinho da Farmácia (PDT).

Prefeito de Cachoeirinha está afastado
Prefeito de Cachoeirinha está afastado Foto: Assembleia Legislativa/ Divulgação
A próxima etapa será a votação do parecer em plenário, o que deve ocorrer na próxima terça-feira (21), em sessão extraordinária. Em caso de aprovação, a Comissão Processante voltará a se reunir após o dia 8 de janeiro de 2022, podendo solicitar a oitiva de testemunhas indicadas pela defesa.

O rito do impeachment tem o prazo de 90 dias úteis para ser finalizado desde a abertura do processo. O período se encerra na primeira quinzena de fevereiro.

Entenda

O pedido de impeachment foi protocolado pelo vereador Mano do Parque (PSL), que denunciou Miki por infração político-administrativa, citando as operações Proximidade e Ousadia, deflagradas nos meses de junho e setembro deste ano pelo Ministério Público (MP). O material levantado pela investigação do MP foi disponibilizado aos vereadores e anexado ao processo.

Conforme o relatório divulgado pela CP, a defesa de Miki Breier alegou inocência, afirmando que o mesmo é vítima de "ataques midiáticos" e que as operações do Ministério Público "alegam, mas nada comprovam". A defesa argumenta ainda que sua eleição gerou um “cisma no partido e que o corte de benefícios e cargos acabou gerando uma horda de insatisfeitos que tramaram contra a integridade do denunciado".

O documento afirma que esse cisma teria fragmentado a base aliada, gerando a Comissão Processante.

De acordo com o relator da CP, Felisberto Xavier, diante da denúncia e da defesa prévia apresentada, é imprescindível que seja dado andamento ao processo.

Nota da defesa de Miki Breier

"A POLÍTICA, em Cachoeirinha, demanda AMADURECIMENTO, pois a sociedade precisa que a cidade evolua, vide os belos exemplos de crescimento de Canoas e Gravataí! Desse modo, seja porque advogado dele falar por escrito nos autos, seja pelo dever de cooperação que me cabe, por ora, como diria o falecido Ministro da Justiça Armando Falcão: NADA A DECLAR."

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.