Publicidade
Notícias | Canoas Homenagem à Rainha do Mar

Pandemia transforma procissão a Iemanjá em carreata até o litoral

Evento tem início na Praia do Paquetá, em Canoas, com destino a Torres, passando antes pelas praias de Pinhal, Cidreira, Tramandaí, Imbé, Capão da Canoa e Arroio do Sal

Por Bruna Aquino
Publicado em: 01.02.2021 às 15:11 Última atualização: 01.02.2021 às 15:11

Caminhada Luminosa em Cidreira 2020 Foto: Divulgação
Muita coisa mudou desde o início da pandemia do coronavírus. Eventos deixaram de ocorrer devido à necessidade de distanciamento e cuidados sanitários, e não seria diferente com as tradicionais homenagens à Nossa Senhora dos Navegantes - para os católicos - ou Iemanjá - para afro-umbandistas. A Caminhada Luminosa em Cidreira, organizada há 29 anos pela Federação Afro-Umbandista Espiritualista do Rio Grande do Sul (Fauers), dá lugar desta vez a uma carreata em celebração à Rainha do Mar.

O evento tem início às 8h no Parque Sincrético Ecológico, na Praia do Paquetá, com destino a Torres, passando antes pelas praias de Pinhal, Cidreira, Tramandaí, Imbé, Capão da Canoa e Arroio do Sal. Conforme o presidente da Fauers, Everton Alfonsin, a previsão é reunir só em Canoas cerca de 30 carros. "Muitos carros vão, mas muitos vão ficar acompanhando só aqui dentro (no Paquetá). O grande público vai se encontrar no litoral", comenta. 

O governo do Estado publicou no último sábado (30) um novo decreto proibindo aglomerações com mais de 10 pessoas em todas as celebrações religiosas para qualquer bandeira e todas as praias do litoral e as águas internas (rios e lagoas) ficam interditadas desde as 18 horas desta segunda (1º) até as 8 horas desta terça-feira (2). "Este ano vamos fazer diferente porque as praias estão interditadas, por isso vamos fazer carreata ao invés de procissão", acrescenta Alfonsin. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.