Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Canoas SANEAMENTO BÁSICO

Vazamento de óleo no Rio dos Sinos suspende captação de água em Nova Santa Rita

Origem da contaminação ainda é desconhecida; Corsan contratou caminhão-pipa para abastecer a cidade

Publicado em: 24.01.2022 às 18:54

A Corsan suspendeu nesta segunda-feira (24) a captação de água no Rio dos Sinos, em Nova Santa Rita, após identificar manchas de óleo ou algum produto semelhante na água. A origem do produto ainda é desconhecida e, para garantir o abastecimento mínimo na cidade, a companhia está usando caminhões-pipa. Há falta de água especialmente no Centro e no Berto Círio.

Mergulhadores irão colocar contenções no local; serviço deve se estender até a madrugada da terça-feira (25)
Mergulhadores irão colocar contenções no local; serviço deve se estender até a madrugada da terça-feira (25) Foto: Paulo Pires/GES
De acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Nova Santa Rita, já há registro de peixes mortos às margens do Rio dos Sinos. O secretário Leonardo Martins dos Santos diz que o óleo pode afetar a oxigenação da água. "Estamos monitorando para que não ocorram maiores danos. A morte dos peixes também nos confirma que a água está imprópria para a captação e consumo dos nossos munícipes", informa.

De acordo com a Prefeitura de Nova Santa Rita, Fepam e Patrulha Ambiental da Brigada Militar estão no local e acompanham os trabalhos de limpeza e contenção do óleo, que deve se estender durante toda a noite. A Corsan emitiu uma nota no fim da tarde sobre o problema:

"Após identificar vazamento de produto químico – que pode ser óleo, graxa ou outro semelhante – junto ao ponto de captação no Rio dos Sinos, em Nova Santa Rita, a Corsan está garantindo o abastecimento com caminhão-pipa em locais prioritários da cidade, como postos de saúde, asilos e clínicas. Ao constatar a contaminação na manhã desta segunda-feira (24), a companhia suspendeu preventivamente a captação de água no local. A Corsan tomou todas as medidas necessárias. Foram coletadas amostras para a realização de testes laboratoriais, a fim de detectar o tipo de produto vazado. O resultado das análises está previsto para sair na manhã desta terça-feira (25). A Prefeitura e a Brigada Militar estão investigando a origem do vazamento e, junto com a Corsan, buscam uma alternativa para retomar a retirada de água do rio. Está em análise a construção de uma barreira de contenção contra o produto, para isolar a região próxima ao ponto de captação." 

Contenção

Mergulhadores são aguardados para iniciar o trabalho da colocação de contenções. Segundo a Corsan, o serviço deve durar cerca de cinco horas e se estender pela madrugada desta terça-feira (25). 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.