Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Paralisação

Após negociações, greve no transporte público de Sapucaia deve encerrar na terça-feira

Na manhã desta terça-feira, ocorre uma assembleia sindical para acertar o fim da greve; com apoio da prefeitura, Real Rodovias deve quitar os vencimentos em atraso

Por Jean Peixoto
Última atualização: 29.06.2020 às 21:59

Greve em Sapucaia do Sul deve encerrar nesta terça-feira Foto: Diego da Rosa/;GES/Diego da Rosa/GES
Após duas rodadas de reuniões realizadas nesta segunda-feira (29), a greve do transporte público de Sapucaia do Sul finalmente deve encerrar nesta terça-feira. Pela manhã, representantes da empresa Real Rodovias estiveram reunidos com membros do Executivo Municipal. À tarde, ocorreu uma nova audiência entre a empresa e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de São Leopoldo, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Conforme o gerente financeiro da Real Rodovias, Wilson Garcia, a prefeitura fará um repasse de cerca de R$ 160 mil para que os vencimentos em aberto sejam quitados. Ele ressalta que a empresa fez todo o possível para não atrasar os salários, mas não teve alternativa. "A nossa receita praticamente não existe. Além da limitação de horários da bandeira vermelha, há também uma redução de passageiros. Mas o custo fixo permanece", comenta. Ele ressalta que o apoio da prefeitura foi fundamental para que fosse possível essa resolução.

O diretor de políticas públicas do sindicato destaca que a greve será suspensa até o dia 20 de julho, quando ocorrerá uma nova audiência. O acordo prevê que até o dia 6 de julho sejam depositados os débitos de junho e uma parcela de R$ 200, referente às férias em atraso. Uma segunda parcela, de R$ 300, será paga no dia 15. Ele comenta, também, que o sindicato vai negociar junto à empresa as férias vencidas dos trabalhadores da Real Rodovias de Esteio, que não puderam ser contempladas nesta rodada de negociações. “Não é o resultado que gostaríamos, mas estamos avançando paulatinamente. Não tínhamos previsão de pagamento nem de maio e nem de junho e agora já temos uma resolução”, comenta.

Duas semanas de greve

No dia 15 de junho, os trabalhadores da Real Rodovias iniciaram uma greve parcial dos coletivos municipais por falta de pagamento de 70% dos salários de junho, além de férias em atraso. Por determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), 50% da frota deve circular nos horários de pico (5 às 9 horas e das 16h30 às 20 horas). Nos demais horários, deve circular 15% dos ônibus.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.