Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Restrições

Sapucaia do Sul segue com medidas restritivas neste final de semana

Fechamento do comércio não essencial do município nos sábados e domingos tem validade até o dia 13 de julho

Última atualização: 04.07.2020 às 13:43

Fiscalização das medidas restritivas no comércio de Sapucaia do Sul Foto: Divulgação/Prefeitura de Sapucaia do Sul
Sapucaia do Sul seguirá com as medidas mais restritivas ao longo dos finais de semanas como forma de conter a transmissão do coronavírus na cidade. O decreto municipal que prevê medidas mais restritivas no final de semana segue até o dia 13 de julho, com o fechamento do comércio e serviços não essenciais, como academias, salões de beleza e igrejas, nos sábados e domingos.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Neste final de semana, 4 e 5 de julho e, no próximo, 11 e 12 de julho, fica suspenso o funcionamento do comércio e serviços não essenciais, além de academias, salões de beleza e barbearias, banho e tosa, hotéis e motéis. Bares, boates e casas noturnas também não podem funcionar.

Restaurantes, padarias, cafeterias e lancherias, somente podem atender nos sistemas de tele-entrega, pegue e leve e ou drive-thru, não sendo permitido consumir alimentos nos locais. É proibida a realização de missas e cultos e abertura de igrejas, templos e demais centros religiosos, nos sábados e domingos. Também não é permitido frequentar praças e parques, nem promover festas, eventos e atividades esportivas que resultem em aglomeração de pessoas.

Tele-entrega

De segunda a sexta-feira, os estabelecimentos comerciais não essenciais de Sapucaia do Sul estão autorizados a funcionar por meio de comércio eletrônico ou no sistema de tele-entrega, e contar com até 25% dos trabalhadores de forma presencial. A medida segue orientações do Governo do Estado, e consta no decreto municipal assinado no dia 30 de junho.

O fechamento do comércio não essencial nos sábados e domingos está em vigor desde o dia 6 de junho e seguirá até o dia 13, podendo ser prorrogado, conforme avaliação do Comitê de Enfrentamento do Coronavírus. Denúncias de aglomerações e descumprimento do decreto devem ser feitas pelos números 153 (Guarda Municipal); 3451-8056 (SMICAA); 3451-0624, 3452-6119 e 99288-8004 (Vigilância Sanitária).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.