Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Imunização

Veja como fica a vacinação contra a Covid-19 hoje nas cidades da região

São Leopoldo inicia hoje a aplicação da vacina da Pfizer

Por Isabella Belli
Publicado em: 01.06.2021 às 07:51 Última atualização: 01.06.2021 às 07:51

Nioton Magro recebeu a vacina complementar ontem Foto: Diego da Rosa/GES
A Vigilância em Saúde de São Leopoldo reservou a segunda-feira (31) exclusivamente para a segunda dose das vacina Butantan/CoronaVac, para quem já completou 21 dias, e também da Oxford/ AstraZeneca, para quem recebeu a primeira dose até o dia 4 de março. Nos pontos de imunização na cidade, a movimentação foi tranquila durante todo o dia.

Leia tudo sobre coronavírus 

Nioton Magro, 79 anos, foi acompanhado pela filha Gislaine Magro, 48, para completar o esquema vacinal no Ginásio. Segundo ela, agora com o pai e a mãe vacinados, a tranquilidade é maior. “É um alívio bem grande. Minha mãe recebeu a CoronaVac e não tivemos problema em relação ao atraso da dose complementar. Agora só falta eu, mas como não tenho comorbidades preciso esperar. Enquanto isso, sigo me cuidando bastante”, contou.

Hoje (1º) e quarta-feira (2) a antiga sede da Unisinos vai receber aqueles que agendaram pelo site da Prefeitura para receber a dose da vacina da Pfizer. O Município deverá receber um lote com 2,1 mil que serão aplicadas somente na antiga sede da Unisinos, das 8h30 às 17 horas. É preciso, porém, aguardar pelo contato da Secretaria Municipal de Saúde que irá informar o dia e o horário em que a pessoa deve comparecer para se imunizar.

Na região

Sapucaia do Sul

Primeira dose da vacina da Pfizer para pessoas com deficiência permanente (BPC), em faixa etária a partir de 18 anos; gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), com liberação escrita de seu médico (a); pessoas maiores de 18 anos com comorbidades. Exclusivamente na UBS Centro, na Rua Nossa Senhora da Conceição esquina com Justino Camboim. O telefone do posto é 3474-2921.

Portão

A Secretaria Municipal de Saúde começa a vacinar nesta terça-feira os portonenses com 59 anos sem comorbidades com a primeira dose, além de caminhoneiros e trabalhadores do transporte coletivo. A aplicação ocorre no Centro de Atividades Lothar Kern, das 8 às 19 horas.

Capela de Santana

Vacinação da 1ª dose em idosos com mais de 60 anos, pessoas com comorbidades e com mais de 18 anos e trabalhadores da área de mobilidade e transporte, como caminhoneiros e portuária. Será no sábado (5), na UBS Central.

Esteio já vacina o grupo com 58 anos

A Secretaria de Saúde de Esteio começou, ontem à noite, a aplicação da vacina contra a Covid-19 em pessoas com 58 anos, medida autorizada pelo Ministério da Saúde na semana passada. É a primeira cidade da região de cobertura do Jornal VS a aplicar vacina nessa faixa etária independentemente de comorbidades. O avanço da imunização dos grupos para este grupo foi possível com o recebimento de mais 2.840 doses da vacina Oxford/Astrazeneca na última sexta-feira. A vacinação ocorreu no drive-thru no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil (Pavilhão da Agricultura Familiar).

“Nem acredito que chegou a minha vez. Estava há tempo esperando por isso, mas não imaginava que seria agora. Estou feliz demais”, declarou Maria Helena Marques de Oliveira, 58 anos, que recebeu a primeira dose na noite de ontem. A cidade liberou na manhã de segunda-feira a aplicação para esteienses de 59 e 58 anos e, entre 18 horas e 19h30, já está vacinando contra a Covid-19.

Como agendar

Para ser imunizado, é necessário fazer o agendamento pelo site www.esteio. rs.gov.br/vacina. Quem não conseguir agendar pelo sistema poderá utilizar o telefone 3433-8400 (Ramal 1), das 8 ao meio-dia e das 13 às 17 horas. Na vacinação, é necessário levar comprovante de residência e documento de identificação. Quem teve Covid-19 nos últimos 30 dias ou fez a vacina contra a gripe nos últimos 14 dias deve aguardar para ser vacinado. No sábado passado, 550 esteienses acima dos 18 anos com comorbidades foram vacinados no drive-thru do Parque Assis Brasil, através de agendamento prévio, com a Astrazeneca.

Até o último domingo, a campanha de imunização esteiense havia aplicado a primeira dose em 23.956 pessoas que moram ou trabalham em Esteio, como profissionais da saúde e professores, o que corresponde a 28,82% dos habitantes. Destes, 8.436 receberam a dose complementar (10,15% da população), uma das taxas mais alta da região.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.