Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Mundo Consequências

Satélite mostra fumaça vinda da Austrália sendo sugada por ciclone na costa argentina

Especialistas acreditam que a névoa gigante, que é um pouco mais densa e foi detectada pela Nasa, possa ter contribuição dos incêndios que ocorreram no Chile

Por Jauri Belmonte
Última atualização: 07.01.2020 às 11:50

Fumaça com tom marrom é sugada por ciclone na costa da Argentina Foto: Reprodução Metsul

Um centro de baixa pressão, que impulsiona o ar seco do Centro da Argentina para o Sul do Brasil pode trazer a fumaça vinda da Austrália, por conta dos incêndios que atingem o país da Oceania. Porém, uma imagem de satélite desta terça-feira (7) mostra, com nitidez, a fumaça vinda da Austrália (em tom mais marrom) sobre o Leste de Buenos Aires , Uruguai e o Rio Grande do Sul. Conforme a MetSul Meteorologia, a fumaça está sendo 'sugada' pela rotação de um ciclone na costa da Argentina.

Australianos enfrentam há alguns meses incêndios florestais, que já mataram 25 pessoas e, ao menos, meio bilhão de animais. Conforme especialistas, a névoa gigante, que é um pouco mais densa e foi detectada pela Nasa, tem, também, contribuição dos incêndios que ocorreram no Chile. A MetSul acredita que a fumaça pode chegar ao Rio Grande do Sul, mas não colocaria a saúde dos gaúchos em risco. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.