Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo APELO À JUSTIÇA

Mulher protesta em frente ao Foro de Novo Hamburgo pelo direito de ver as filhas

Empreendedora conta que decidiu mover a ação ao ser impedida de se aproximar das crianças, de 9 e 11 anos

Publicado em: 14.01.2022 às 12:37 Última atualização: 14.01.2022 às 12:37

Uma mãe que move processo buscando obter a guarda das filhas encontrou uma maneira de chamar a atenção da Vara da Infância e da Juventude de Novo Hamburgo responsável pelo caso. Com um cartaz em mãos, no qual explica a situação, ela promoveu um protesto silencioso na manhã desta sexta-feira (14) em frente ao Foro do Município, questionando o que classifica como "morosidade" por parte da Justiça.

Mulher protesta em frente ao Foro de Novo Hamburgo pelo direito de ver as filhas
Mulher protesta em frente ao Foro de Novo Hamburgo pelo direito de ver as filhas Foto: Reprodução
A empreendedora conta que decidiu mover a ação ao ser impedida de ver as duas filhas, de 9 e 11 anos. “Minhas filhas estão desaparecidas, a avó materna, guardiã provisória, está escondendo elas ou fugiu de Novo Hamburgo, porque ela não entrega minhas filhas”, explica.

Moradora de Novo Hamburgo, ela afirma que já foram expedidos quatro mandados de busca e apreensão das crianças para que ela pudesse rever as meninas. “O juiz disse que assinaria outro mandado de busca e apreensão das minhas filhas para amanhã. Mas já foram quatro, e a avó não cumpre e foge dos oficiais de justiça. Inclusive, foi notificado no processo hoje que a avó receberia uma advertência. Mas ela já recebeu inúmeras advertências e nada.”

Em nota, a Vara da Infância e da Juventude disse que não se pronunciaria sobre o caso, "uma vez que o processo está em Segredo de Justiça". Acrescentou ainda que "decisão judicial deve ser questionada judicialmente". O Ministério Público (MP) do RS também preferiu não se pronunciar.

O nome da mãe não é divulgado para preservar a identidade das crianças, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.