Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Novo Hamburgo ECONOMIA

Feiras do produtor são opção para driblar as altas de preços

Consumidores dão dicas para aproveitar pechinchas e ofertas

Por Matheus Chaparini
Publicado em: 27.05.2022 às 03:00 Última atualização: 27.05.2022 às 15:45

Com os preços dos alimentos em alta, o consumidor vem mudando os hábitos de compra para poder levar para casa os alimentos essenciais. Mudar de marca, substituir produtos, buscar promoções e cortar supérfluos são algumas das estratégias adotadas. E o velho hábito de ir à feira do bairro é alternativa para garantir preços mais estáveis e, até mesmo, alguma pechincha com um vendedor conhecido.

Entre pechinchas e ofertas, dá para conseguir mais coisas
Entre pechinchas e ofertas, dá para conseguir mais coisas Foto: Matheus Chaparin/GES-Especial

A aposentada Dorli Marlene Petry, de 71 anos, vai semanalmente à feira próxima da sua casa, na Rua Voluntários da Pátria, no bairro Pátria Nova. Ela costuma adquirir os mesmos itens e nota que, comprando direto do produtor, os preços são mais estáveis.

"Eles seguram os preços para não perder os clientes. Claro, quando sobe muito, eles precisam subir também. Tipo o mamão, um tempo atrás subiu muito, então agora está refletindo. Hoje percebi um aumento na maçã também, mas estava muito bonita, então não dá para reclamar", observa.

Na quinta-feira (26), com aproximadamente 50 reais, ela comprou uma penca média de bananas, quatro caquis, três maçãs, um pão integral, uma bandeja de cocada, um maço de cenoura, outro de salsa, batata, cebola e beterraba.

Relacionamento

Além da busca por melhores preços, os clientes das feiras valorizam a relação com os produtores. Com o convívio semanal, vai se criando uma relação de confiança entre vendedor e cliente.

"Já me sinto em casa com o pessoal, para mim é uma tranquilidade vir aqui na feira, um ambiente familiar. Isso influencia", conta o aposentado Deoclécio Model, 67 anos. Ele mora em frente à feira da Voluntários da Pátria há mais de 20 anos.

Todas as quintas-feiras, ele compra algumas verduras e outros itens para ele e a esposa. "É esse básico de todas as quintas, o tradicional do dia a dia. Muda um item ou outro, mas basicamente as mesmas coisas", resume.

Nesta quinta, ele foi para casa com quatro tipos de alface, couve, um dúzia de ovos, um pote de Schmier e uma rosca. Gastou cerca de 40 reais.

Deoclécio mora em frente à feira da Voluntários da Pátria há mais de 20 anos
Deoclécio mora em frente à feira da Voluntários da Pátria há mais de 20 anos Foto: Matheus Chaparini /GES-Especial

Feiras pela cidade

A Feira do Produtor existe em Novo Hamburgo há 33 anos. Em dias intercalados, em diversos bairros, dezenas de produtores, a maioria da Lomba Grande, ofertam seus produtos diretamente. De terça-feira a sábado, sempre tem alguma feira.

Confira a programação:

Terças-feiras

- Rua Lima e Silva, no Centro, das 14h30 às 18h30

Quartas-feiras

- Pátio do Centro Administrativo Leopoldo Petry, na Rua Guia Lopes, 4.201, das 12h30 às 18 horas

Quintas-feiras

- Praça 20 de Setembro, na Rua Bento Gonçalves, no Centro, das 7 às 12 horas 

- Rua Lima e Silva, no Centro, das 14h30 às 18h30

- Rua Voluntários da Pátria, no bairro Pátria Nova, das 13 às 18 horas

- Rua Largo Povo de Canelones, no Centro, das 7 às 12 horas 

Sextas-feiras

- Rua São Luiz Gonzaga, no bairro Guarani, das 13 horas às 17h30

- Rua Guarabu, no bairro Ouro Branco, das 14 às 18 horas 

- Rua Bela Vista, no bairro Primavera, das 14 às 18 horas 

Sábados

- Rua Lima e Silva, no Centro, das 7 às 12 horas 

- Avenida Francisco Manoel da Silva, no bairro Jardim Mauá, das 7 às 12 horas 

- Rua João Aloysio Algayer, Lomba Grande, 7 às 12 horas 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.