Publicidade
Acompanhe:
Notícias | País Bombou

São Leopoldo é um dos assuntos mais comentados do Brasil no Twitter

Após confirmação de suspeita de caso de coronavírus, a cidade gaúcha se tornou um dos assuntos mais comentados na rede social

Por Mayara Morales
Última atualização: 28.01.2020 às 22:52

Cidade gaúcha é um dos assuntos mais comentados no Twitter Foto: Reprodução / Twitter
Após a confirmação do Ministério da Saúde de que homem de São Leopoldo é o primeiro caso suspeito de ter coronavírus no Rio Grande do Sul, a cidade gaúcha de São Leopoldo passou a estar entre os assuntos mais comentados do Brasil no Twitter. 

A cidade foi mencionada em mais de três mil publicações na rede social. Além do Rio Grande do Sul, mais dois estados brasileiros também tem casos de suspeita de pacientes com coronavírus. No fim da tarde desta terça-feira (28), a Prefeitura de Novo Hamburgo informou que também há um paciente em monitoramento na cidade. 

Entenda o caso

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, confirma que o paciente de São Leopoldo está sendo tratado como um caso suspeito do coronavírus. Este é o primeiro caso suspeito registrado no Rio Grande do Sul.

Prefeitura de São Leopoldo informou por meio de nota que, o paciente tem 40 anos e chegou há 4 dias da China. O homem é morador da cidade de Kunming, há mais de 1,5 quilômetros de Wuhan, cidade onde surgiram os primeiros casos do vírus na China. Ainda de acordo com a nota, a equipe procedeu o atendimento conforme preconiza o protocolo do Ministério da Saúde, isolando o paciente e realizando exames prévios.

O material da coleta do exame foi encaminhado na tarde desta terça-feira (28) ao Laboratório Central do Estado (Lacen) que é responsável pela análise. Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, a expectativa é que o resultado dessa análise saia entre 5 e 7 dias.

Além disso, a Secretaria de Saúde do Estado está acompanhando o caso do leopoldense, residente na China, que está de viagem à região e apresentou febre nesta segunda-feira (27). O homem procurou uma unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Scharlau, em São Leopoldo, e foi liberado. A Secretaria de Saúde, entretanto, coletou material para análise e afirma que, por precaução, o paciente ficará em isolamento domiciliar.

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, o paciente não esteve na região da China, na segunda-feira era considerada de risco. No entanto, segundo o último boletim da Organização Mundial da Saúde (OMS), todo o território chinês passou a ser considerado área de transmissão ativa da doença. Ainda segundo a SES, o leopoldense não apresenta quadro grave de doença respiratória.

O material coletado deverá ser enviado para Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, conforme protocolo do Ministério da Saúde. A instituição é responsável por realizar a análise que confirma ou descarta a doença, pois é necessário kit específico para identificar o novo micro-organismo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.