Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País Calçado

Governo federal prorroga consulta pública sobre medidas de defesa comercial

Ampliação do prazo atende pleito realizado pela cadeia coureiro-calçadista em reunião na terça-feira. Entre as questões do tema, o antidumping ao calçado chinês

Publicado em: 24.06.2020 às 18:20 Última atualização: 24.06.2020 às 19:22

Reunião virtual da cadeia coureiro-calçadista na terça Foto: Divulgação
Pedido feito pela cadeia coureiro-calçadista em reunião virtual com o secretário de Comércio Exterior, Lucas Pedreira do Couto Ferraz, do Ministério da Economia, foi atendido horas depois pelo governo federal. Isso porque a reunião virtual ocorreu na manhã de terça-feira (23), e no Diário Oficial da União desta quarta-feira (24), foi publicado o pleito: o prazo para apresentação de sugestões de alterações na política federal de Defesa Comercial, realizada no âmbito de Consulta Pública aberta, foi prorrogado.

CONTEÚDO ABERTO | Leia todas as notícias sobre coronavírus

Agora, o novo prazo para o envio de propostas sobre o tema, que abrange, entre as questões, o direito antidumping aplicado contra o calçado chinês, é até o dia 27 de julho. Antes, o prazo para o envio de sugestões na consulta pública era até o dia 26 de junho. O presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Haroldo Ferreira, destaca que a dilatação do prazo dará um tempo maior para o setor discutir os temas.


Solução competitiva

Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Setor Coureiro-Calçadista, deputado federal Lucas Redecker, ressalta que o prazo anterior se tornou particularmente curto por conta da pandemia. "O assunto é importante para o setor e merece ser analisado com calma." Já o deputado estadual Issur Koch destaca que com a prorrogação haverá mais tempo para que o cluster encaminhe uma solução competitiva.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.