Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País PRESO EM FLAGRANTE

Empresário usava álcool etílico para falsificação de cachaça em Minas Gerais

Durante as buscas, Polícia encontrou 60 mil litros do produto usado para aumentar o volume da bebida

Publicado em: 18.11.2021 às 18:16 Última atualização: 18.11.2021 às 18:19

Um empresário, de 40 anos, foi preso em flagrante por falsificação de cachaça durante uma fiscalização em Contagem, Região Metropolitana de Minas Gerais. Segundo a Polícia Civil mineira, o homem usava álcool etílico para aumentar o volume da cachaça vendida aos clientes.

Preso empresário que usava álcool etílico na produção de cachaça falsificada em Minas Gerais
Preso empresário que usava álcool etílico na produção de cachaça falsificada em Minas Gerais Foto: Polícia Civil de Minas Gerais

Durante as buscas nesta quarta-feira (17), agentes da polícia e do Instituto Mineiro de Agropecuária (Ima) encontraram mais de 60 mil litros de álcool etílico. As investigações, conduzidas pelo Departamento Estadual de Combate à Corrupção e a Fraudes (Deccof), indicam que o local era utilizado para adulterar e falsificar bebidas alcoólicas, principalmente cachaça.

“Esses 60 mil litros de álcool iriam render cerca de 120 mil litros de cachaça falsa, altamente prejudicial ao consumo. Além disso, representa um prejuízo aproximado de R$ 2,4 milhões”, diz o chefe do Deccof, delegado Júlio Wilke.

“Os investigados estariam produzindo as falsificações utilizando álcool etílico, desdobrado em água, adoçante industrial e serragem”, informa o delegado responsável, Marlon Pacheco de Castro.

Ainda de acordo com o delegado, titular da 3ª Delegacia Especializada em Investigação de Fraudes, os suspeitos estariam envolvidos no crime de “corromper, adulterar, falsificar ou alterar substância ou produto alimentício – no caso em questão, bebidas alcoólicas –, assim como a exposição à venda, a manutenção em depósito para venda e distribuição de produtos falsificados, corrompidos ou adulterados”.

Depois da prisão em flagrante, o homem foi levado ao sistema prisional.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.