Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | País TESTAGEM EM CASA

Anvisa aprova a venda de autotestes de Covid-19

Agência liberou comercialização do produto por unanimidade. Com a decisão, pessoas leigas poderão aplicar o teste em casa, seguindo instruções do fabricante

Publicado em: 28.01.2022 às 11:34 Última atualização: 28.01.2022 às 12:13

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, a venda de autotestes de Covid-19 no Brasil. A votação ocorreu no fim da manhã desta sexta-feira (28) em reunião extraordinária da Diretoria Colegiada. (Veja no vídeo abaixo).A liberação permite que pessoas com suspeita de contaminação pelo coronavírus possam comprar o produto e fazer por conta própria o teste em casa, seguindo as orientações do fabricante. Até então, o exame não podia ser aplicados por leigos, apenas por profissionais da área da saúde. 

O efeito da medida, porém, não será imediato, já que as empresas deverão solicitar registro dos produtos junto à Anvisa.

Na quinta-feira (27), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que os autotestes de Covid-19, caso aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não seriam distribuídos gratuitamente para a população, mas ficariam disponíveis nas farmácias para “a sociedade que tiver interesse em adquirir”.

A autorização para comercialização havia sido solicitada à Agência pelo Ministério da Saúde no dia 13 de janeiro. Há três dias, a pasta precisou enviar mais informações à Anvisa sobre como se daria na prática o uso do produto no País, especialmente sobre como seria feita a notificação dos resultados à Rede Nacional de Dados em Saúde do governo federal. 

Uso fora do Brasil

Utilizado como ferramenta no combate ao novo coronavírus, o chamado autoteste de Covid-19 já é popularmente utilizado nos Estados Unidos e em países da Europa, Ásia e América Latina.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.