Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Menos Burocracia

Junta Comercial mais perto das cidades

Convênio firmado com 41 municípios do Estado, entre eles São Leopoldo e Esteio, possibilita qualificação de prestação de serviços

Por Matheus Beck
Publicado em: 13.02.2020 às 07:30 Última atualização: 13.02.2020 às 07:58

Escritório da Junta Comercial funciona junto ao Procon, na Prefeitura de São Leopoldo Foto: Divulgação
Abertura de empresas, agendamentos, certidões, reativações, formulários, modelos e assessoria para informações a empreendedores são algumas das atribuições da Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul (JucisRS). O trabalho estadual agora conta com convênio para manter e qualificar os serviços executados pela autarquia em 41 municípios do Estado. O projeto de Retribuição por Produtividade das Unidades Desconcentradas (UDs) foi apresentado pelo vice-presidente da JucisRS, Sauro Martinelli, no plenário do órgão de registro, recentemente. A JucisRS conta com 48 UDs no Estado, totalizando 10 mil análises de processos por mês.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico de São Leopoldo, Rafael Souza, afirmou que o contrato renovado também na cidade é uma grande conquista. "Ter um escritório da Junta Comercial em São Leopoldo traz benefícios ao setor empresarial, porque evita que os empresários, contadores e todos que estão abrindo uma empresa busquem as representações de outras cidades ou até mesmo Porto Alegre."

Notícia esperada

A coordenadora do Núcleo dos Contabilistas da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia (Acist), Mariana Cardoso, comemora a qualificação. "Estes profissionais serão remunerados também por desempenho, o que os incentivará a se qualificarem e analisar os processos de forma mais ágil. E agora, com esta profissionalização, que reduzirá o tempo das análises, será excelente para o setor produtivo", complementou Mariana.

Incentivo e agilidade

O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Esteio (Acise), Paulo Matielo, enxerga a movimentação como uma espécie de garantia a pessoas que busquem os investimentos. "É um grande incentivo e, na realidade, um selo de confiança e conformidade com boas práticas de governança empresarial. Um avanço na desburocratização de um sistema de controle."

A permanência do serviço é vista como um suporte importante aos empreendedores e até mesmo futuros investidores que busquem informações para tal. "Evidentemente que se faz necessário um processo de auditoria e de manutenção da qualidade dos serviços oferecidos pelos empreendedores. Sem dúvida um grande passo para que as empresas tenham visibilidade, confiança e agilidade nas suas operações e consequentemente, redução dos custos dos projetos executados. É uma conquista para Esteio e para todos os empreendedores."

Treinamento e capacitação nos municípios

A Junta Comercial disponibiliza treinamento e capacitação aos servidores que irão desempenhar as atividades em estruturas próprias dos municípios. Os serviços estão nos 41 municípios do Estado.

municípios do Estado firmaram o convênio com a JucisRS

São eles: Bagé, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Camaquã, Canela, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Cruz Alta, Encantado, Erechim, Esteio, Farroupilha, Frederico Westphalen, Guaporé, Horizontina, Ijuí, Júlio de Castilhos, Lagoa Vermelha, Lajeado, Nova Prata, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Panambi, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Rosa, Santiago, Santo Ângelo, São Francisco de Assis, São Gabriel, São Leopoldo, São Lourenço do Sul, São Luiz Gonzaga, São Sepé, Soledade, Tapes, Torres, Uruguaiana e Vacaria.

Esteio em estado de prorrogação desde 2017

Leonardo Pascoal, prefeito de Esteio, diz que o município já conta com o serviço desde 2017, tendo agora uma espécie de "prorrogação". O serviço funciona na prefeitura das 12h30 às 18 horas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.