Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Região Temperatura subindo

Com onda de calor e tempo seco, chuva só deve aparecer na próxima semana

Apesar da estiagem, não há previsão de racionamento de água na região

Por Susi Mello
Publicado em: 11.03.2020 às 08:39 Última atualização: 11.03.2020 às 08:40

Temperatura pode ultrapassar os 40 graus no Vale do Sinos Foto: Inézio Machado/GES
O calorão nos últimos dias não deve dar trégua na região. Nesta semana, uma forte e histórica onda de calor afeta o Rio Grande do Sul e gaúchos experimentam temperaturas em elevação, que podem inclusive ultrapassar os 40 graus no Vale do Sinos. Se a previsão de chuva aparece somente para a segunda-feira (16), o calorão acende, mais uma vez, alertas. Apesar da falta de chuva, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e a Comusa - Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo informam que não há previsão de racionamento.

Segundo a MetSul Meteorologia, há maior risco de incêndios devido ao ar seco associado ao calor, vegetação seca, baixo nível dos rios, grandes prejuízos no setor agrícola e maior consumo de água e energia. "A última chuva forte na Grande Porto Alegre foi no dia 26 de fevereiro, mas por um curto período e talvez não tenha contribuído", destaca a meteorologista Estael Sias.

Estael destaca que a onda de calor histórica é porque não é comum marcas acima de 38 e 39 graus em março na Grande Porto Alegre. "Marca de 40 graus não se tem registro. Então seria a primeira vez, desde que se mede os dados, uma temperatura tão alta".

Recomendação é economizar água

No Estado, são 142 municípios que têm situação de emergência decretada por conta da estiagem. A Corsan informa que nas cidades de Morro Redondo, Garibaldi, Nova Araçá, Nova Roma do Sul e Fontoura Xavier o abastecimento de água está sendo reforçado por caminhões-pipa, possibilitando que a distribuição de água esteja normalizada, apesar do baixo nível dos mananciais, de uma maneira geral.

Na região, a Comusa informa que a situação segue estável. O nível do rio está em 2,08 metros, mas não afeta a captação da Comusa, sem necessidade de racionamento. A companhia explica que a captação é feita diretamente no leito, então não tem problemas para captar água. Mas a recomendação é economizar.

Saiba como economizar no consumo de água

*Não deixe a torneira aberta enquanto lava a louça ou a roupa;

*Evite banhos longos e procure se ensaboar com o chuveiro desligado;

*Feche a torneira ao escovar os dentes;

*Opte por vassoura e balde para lavar o quintal;

*Use o regador para molhar as plantas nos horários de menos incidência de sol;

*Coloque o máximo de roupas na máquina a cada lavagem;

*Regule as válvulas de descarga e fique de olho em vazamentos.

Fonte: Corsan

Risco de incêndios

Os reflexos da seca já são visíveis e trazem prejuízos à vegetação. Segundo a comandante do Corpo de Bombeiros de Novo Hamburgo, a 1ª tenente Deise de Oliveira Tecca, a falta de chuva reflete muito no trabalho da corporação.

Somente no último domingo (8), os bombeiros atenderam oito chamados para uma mesma ocorrência. Foi em uma área da Rua Germano Friedrich, no bairro Roselândia, próximo ao Santuário das Mães. "A vizinhança não quer denunciar quem ateou fogo, que estava se alastrando e colocava em risco a vizinhança. Além do fogo, é preocupante a fumaça que afeta especialmente crianças e idosos", salienta.

Esse verão registra aumento de ocorrências de combates a fogo em mato, lixo e contêineres, comparando com o mesmo período do ano passado. De dezembro de 2019 até ontem, os bombeiros de Novo Hamburgo atenderam 242 ocorrências de incêndio, das quais 167 foram lixo, vegetação e mato. No mesmo período, de dezembro de 2018 a 10 de março de 2019, foram 149 incêndios, dos quais apenas 75 em vegetação, mato e lixo.

"O que acho importante é as pessoas deixarem os locais limpos, o terreno com grama aparada e não deixarem madeira dentro de contêineres", recomenda.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.