Publicidade
Notícias | Região Meio ambiente

Estiagem e negligência: major relata aumento de 200% de incêndios em vegetações

No sábado, Corpo de Bombeiros de Novo Hamburgo combateu fogo às margens da Avenida dos Municípios, junto ao Arroio Pampa; moradores reclamam de constante fumaça

Por Jauri Belmonte
Última atualização: 11.05.2020 às 12:05

Uma tarde de outono, fogo e bombeiros em ação. As chamas difíceis de serem contidas, que geraram muita fumaça e demandaram muito trabalho da corporação de Novo Hamburgo, atingiram uma área de vegetação seca, castigada pela estiagem, às margens da Avenida dos Municípios. O combate aconteceu na tarde deste sábado (9), junto ao Arroio Pampa, no bairro Canudos. A ação foi acompanhada por uma equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam). 

Com a estiagem, que dura há um bom tempo no Estado, autoridades também precisam combater outro problema: a negligência, pois o foco de incêndio se deu em um local que serve de ponto de descarte irregular de resíduos. “Neste caso, os resíduos sólidos estão fazendo fumaça por cima e queimando por baixo. Então, há a necessidade de se apagar por cima e virá-los com uma pá, por exemplo, para se apagar esta parte que está para baixo. Isto é bastante trabalhoso”, explica o Major Alexandre Sório, dos Bombeiros.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Udo Sarlet, faz um apelo. “Peço a população que se conscientize e não coloque fogo na vegetação que está muito seca ou em resíduos descartados irregularmente. Isto gera um risco ambiental enorme, prejuízo à saúde por causa da fumaça e um transtorno enorme para ser apagado. E quem ver alguém colocando fogo, denuncie.”

O Major Sório complementa o apelo do secretário com uma estatística. “O Corpo de Bombeiros não consegue atuar em todas as ocorrências ao mesmo tempo. E, neste ano, nós tivemos um aumento de cerca de 200 por cento comparado ao ano passado no número de incêndio em vegetações.”


Moradores relatam incômodo

Mas não só as autoridades bradam por mais consciência ambiental e cuidados em tempos de seca. Moradores da região da Vila Esmeralda também reclamam e relatam situação 'insuportável'. "Aqui na Esmeralda e Kipling faz uma semana que esta vindo uma fumaca insuportavel quase a noite toda. Assim fica dificil de dormir, de respirar. Minha mãe está com 65 anos e tem muitas dificuldades para dormir. Parece que é algo que está queimando na vegetacao atrás da Avenida. Fazem seis noites que isso acontece", disse o primeiro relato.

"Venho a pedido da comunidade daVila Esmeralda, final da Rua Ícaro, relatar que todas as noites, onde inauguraram a ponte, estão queimando couro todo santo dia. A fumaça está provocando problemas respiratórios nas pessoas. Precisamos chamar a atenção das autoridades do município", reclamou outro cidadão.

Como denunciar

Os focos de incêndios podem ser denunciados aos Bombeiros pelo número de telefone 193. Em caso de flagrante, por meio do telefone da fiscalização ambiental (51) 3097-1990, e no plantão pelo celular 99645-7266, que funciona às sextas-feiras, das 19 às 23 horas, sábados e domingos, do meio-dia às 23 horas; bem como em feriados, também do meio-dia às 21 horas.

As denúncias também podem ser feitas para a Guarda Municipal no número 153. Um protocolo de denúncia também pode ser realizado pelo telefone (51) 3097-9400. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.