Publicidade
Notícias | Região Transporte público

Greve dos motoristas de ônibus segue pelo menos até amanhã em Sapucaia

A greve dos rodoviários na cidade começou no dia 15 de junho. Desde então, os ônibus seguem operando com 50% da frota nos horários de pico e com 15% nos demais horários

Última atualização: 25.06.2020 às 08:39

Greve dos ônibus em Sapucaia Foto: Diego da Rosa/;GES/Diego da Rosa/GES
A greve dos motoristas de ônibus da empresa Real Rodovias, responsável pelo transporte público em Sapucaia do Sul, continua, pelo menos, até esta sexta-feira (26) na cidade, quando há nova audiência virtual no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-4).

Ontem, os rodoviários decidiriam em, assembleia geral, se aceitavam ou não a proposta apresentada pela empresa ainda na última segunda-feira, durante uma das audiências no TRT-4. O encontro seria nos fundos da empresa, na Avenida Castro Alves, porém, conforme o diretor de Políticas Públicas do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de São Leopoldo, Wilson Caetano, o ato foi suspenso. Um dos motivos é que a concessionária de transporte público se comprometeu a quitar em sua integralidade o salário de maio até hoje e os trabalhadores decidiram aguardar.

"Tendo em vista que o pagamento do salário foi programado para esta quinta-feira (hoje), nós vamos aguardar a audiência no tribunal, na sexta, às 15 horas, para tratar das férias em atraso", disse Caetano. "Nós pretendemos chegar na audiência, com os pagamentos feitos, para tratar das férias e da folha de junho. Até lá, segue a greve, nos moldes estabelecidos pelo Tribunal", enfatizou Caetano, reiterando que os próximos encaminhamentos serão tomados após a audiência.

A greve dos rodoviários em Sapucaia do Sul começou no dia 15 de junho. Desde então, os ônibus seguem operando com 50% da frota nos horários de pico, das 5 às 9 horas e das 16h30 às 20 horas, e com 15% nos demais horários.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.