Publicidade
Notícias | Região Sapucaia do Sul

Dono da cachorrinha Belinha ganha camisa do Grêmio autografada pelos jogadores

Jackson Delavechia, 13 anos, comoveu muitas pessoas ao chorar a perda da cachorrinha de estimação, morta a tiros de chumbinho pelo dono do mercadinho onde o menino fazia compras

Por Renata Strapazzon
Publicado em: 17.10.2020 às 10:43 Última atualização: 17.10.2020 às 10:44

Jackson e Gabriel Foto: Acervo Pessoal
A imagem do morador de Sapucaia do Sul Jackson Delavechia, 13 anos, chorando a perda da cachorrinha Belinha em pleno Dia das Crianças rodou o País pelas redes sociais e comoveu milhares de pessoas.

A cadelinha, morta a tiros de chumbinho pelo dono do mercadinho em que o garoto fazia compras era companheira inseparável de Jackson. 

Pelo Twitter, o torcedor e sócio gremista Gabriel Pereira dos Reis, 35 anos, tomou conhecimento da história e decidiu fazer algo para tentar amenizar a dor do menino. "Isso me abalou muito, fiquei uma noite inteira sem dormir", conta ele, que se classifica como "um sujeito “das causas animais". Na quarta-feira (14) Reis comprou uma camisa do Grêmio, o time do coração de Jackson, e com a ajuda da assessoria de imprensa do clube conseguiu o autógrafo de ídolos tricolores como  Geromel, Pepê e Kannemann. Nas costas, Reis mandou colocar o número oito, que representou os oito anos de amizade entre Jackson e Belinha.  

"Ontem (16) de manhã, fui até Sapucaia entregar o presente. Ele ficou muito feliz e agradeceu. Disse que isso tem feito uma enorme diferença nesse processo de superação pela perda", lembra Reis. "Espero que esse garoto supere esse trauma e siga sua vida sem problemas. E enfrente o mundo com uma percepção diferente, de que, apesar de tudo, é possível o convívio entre nós de forma mais harmoniosa e pacífica. Esse é o meu desejo", afirma. 

Comerciante já está em liberdade

O comerciante de 42 anos preso após matar a cachorrinha com tiros de chumbinho na segunda-feira (12), foi solto pela Justiça. Homem conquistou a liberdade provisória sob compromisso de comparecer aos atos do processo, manter o endereço atualizado e não se ausentar da comarca. A decisão do juiz plantonista Fernando Alberto Corrêa Henning foi cumprida ainda na terça-feira (13).

A morte da cachorrinha Belinha causou comoção em Sapucaia do Sul e foi repercutida nacionalmente. O fato aconteceu, em frente a um minimercado localizado na Avenida Juventino Machado, no Loteamento Nascer do Sol, no bairro Boa Vista. Segundo testemunhas, o homem teria se irritado com a presença do animal no estabelecimento comercial dele.

A cachorrinha esperava na porta pelo tutor, um menino de 13 anos, que fazia compras no local.
Após o crime, o comerciante acabou sendo preso em flagrante pela Brigada Militar e levado à delegacia. Aos policiais o homem disse que não tinha intenção de matar o animal. O caso é investigado pela Polícia Civil.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.