Publicidade
Notícias | Região Segurança

Seis meses após a entrega da duplicação da RS-118, Estado inicia construção de passarelas

Sapucaia do Sul terá duas travessias, sendo a primeira, que teve a obra iniciada nesta quarta-feira, no quilômetro 5,1 e a segunda deve ficar próxima ao quilômetro 2, ambas com previsão até o final do ano

Por Jean Peixoto
Publicado em: 07.07.2021 às 19:55

O governo do Estado deu início, nesta quarta-feira (5), à construção da primeira de seis passarelas previstas para o trecho duplicado da RS-118. A obra inicia seis meses após a entrega da duplicação de 21,5 quilômetros da rodovia estadual entre Sapucaia do Sul e Gravataí, e deve ficar pronta até o final do ano.

Obra da primeira passarela da RS-118 iniciou ontem Foto: Fábio Pilger/PMSS

Conforme o secretário estadual de Transportes e Logística, Juvir Costella, além da estrutura que começou a ser construída nesta quarta-feira (7), no quilômetro 5,1 da rodovia, uma segunda passarela deve ser instalada próxima à Avenida Luiz Pasteur, nas imediações do quilômetro 2, ainda em 2021. O prefeito de Sapucaia do Sul, Volmir Rodrigues, acompanhou o secretário em visita à obra durante o início das atividades.

Trecho perigoso

No último final de semana, duas mulheres morreram vítimas de atropelamentos no trecho onde será erguida a passarela. O ponto é utilizado para a travessia de crianças, adultos e ciclistas, principalmente por pessoas que residem nos bairros Boa Vista e Bela Vista, que somam juntos cerca de 10 mil habitantes.

O local tornou-se ponto de travessia, pois até abril de 2018 havia uma passarela, que foi retirada para o início das obras de duplicação. O trecho também é o ponto de acesso para os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Guerreiro Lima, localizada na Avenida Flores da Cunha, a uma quadra da RS-118, além de igrejas e pontos de ônibus.

Terceira passarela

O prefeito sapucaiense aproveitou o encontro para apresentar ao secretário uma demanda da comunidade: a construção de uma passarela em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Sapucaia. Costella afirma que solicitará um estudo de viabilidade da obra e ressalta que, primeiramente, é necessário concluir as seis que já estão licitadas. “Esta é uma reivindicação da população, pois a UPA foi construída recentemente”, pontua.

Além disso, Volmir destacou a necessidade de melhorias na iluminação da rodovia. O secretário informou ao prefeito que um estudo deve ser entregue entre os dias 20 e 30 de julho tratando sobre o tema.

Mais travessias

No total, serão construídas seis passarelas ao longo do trecho duplicado da RS-118. "As quatro demais passarelas seguem com o projeto em elaboração, sendo que a do km 2,1 está praticamente pronta para ser encaminhada à licitação", afirma o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino. "Todas as seis estruturas obedecerão às normas de acessibilidade, com rampas de acesso iluminadas e guarda-corpos", afirma.

A próxima passarela deve começar a ser erguida a partir da próxima semana, no quilômetro 10,4, entre Cachoeirinha e Gravataí. A obra terá um aporte de R$ 3,3 milhões e prazo de seis meses para ser entregue.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.